26 de abr de 2015

A TV Record vai mostrar amanhã para todo o Brasil o descalabro deixado pela dupla Roseana Sarney e Ricardo Murad na saúde do Maranhão.

O programa Repórter Record terá como pauta a morte de crianças numa maternidade do município de Caxias. Segundo a reportagem, teriam sido mais de 200 mortes de bebês, no ano passado.

Caxias para quem não lembra foi seguramente o município mais perseguido por Murad no comando da pasta da saúde. Durante seis anos de governo Roseana, a prefeitura deixou de receber transferência de recursos para investir na saúde. Tudo isso somente porque o ex-prefeito Humberto Coutinho não rezou na cartilha sarneysista.

O boicote à população de Caxias só acabou no fim do ano passado, quando o ex-governador interino Arnaldo Melo repassou R$ 1 milhão para a prefeitura.

Este ano, o governador Flávio Dino retomou os repasses para a saúde do município. Foram repassados R$ 5 milhões, para garantir atendimento a pacientes com câncer e ampliar as frentes assistenciais da rede cegonha visando reduzir a mortalidade de recém-nascidos na região.

A medida foi criticada com veemência pelo ex-secretário Ricardo Murad e pelo jornal da familia Sarney. Daí se pode deduzir que para a oligarquia Sarney o massacre ao povo de Caxias e região deveria continuar.


E tal qual batedores de carteira que pilham o dinheiro alheio e ao fugir gritam pega ladrão, eis que às vésperas do país inteiro ver uma vez mais os desmandos de Murad e Roseana na saúde, o indigitado ex-secretário alardeia a ocorrência de mortes no hospital de Coroatá, já devidamente esclarecida pela Secretaria de Saúde.


Reações:

0 comentários :

Design de NewWpThemes