3 de mai de 2014

Em entrevista, na manhã de sexta-feira (2) ao programa Ponto Final, da Rádio Mirante AM,  o deputado federal, Gastão Vieira, confirmou o quer a oposição já vem denunciando há muito tempo: Os pobres do Maranhão estão cada vez mas pobres e concentração de renda cada vez mais acentuada.

Ao defender o reajuste de 10% do valor do Bolsa Família, Gastão surpreendeu ao afirmar: "É preciso entender que no Maranhão nós temos mais de um milhão de famílias vivendo do Bolsa Família. Se nós colocarmos, por baixo, que uma família tem em média 4 pessoas, nós vamos ter uma população de 7 milhões de habitantes, quase 6 milhões vivendo do programa do governo federal”.

Segundo Gastão, os índices divulgados pelo Ipea e pelo IBGE mostram que o Maranhão foi o estado que mais cresceu no Brasil em termos econômicos, “o problema é a que  a renda concentrou ainda mais, ou seja, os pobres do Maranhão estão ainda mais pobres”.
A queda na arrecadação própria e nas transferências constitucionais de São Luís em relação ao previsto para o primeiro quadrimestre deste ano levou o prefeito Edivaldo Holanda Júnior a determinar a redução nos contratos e no custeio da Prefeitura. As Secretarias de Planejamento (Seplan), de Administração (Semad) e da Fazenda (Semfaz) realizam o levantamento. A ordem é reduzir os contratos em até 30%.

O recuo na receita ocorre devido ao cenário de retração econômica do país. O PIB (Produto Interno Bruto) previsto pelo governo federal para este ano caiu de 4,5% para 2%. A Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) e a Lei Orçamentária Anual (LOA) do município foram elaboradas com base nas projeções da Secretaria de Tesouro Nacional (STN). Com a revisão, a estimativa de queda nos repasses e arrecadação se acentuou.

De acordo com o secretário de Planejamento e Desenvolvimento, José Cursino, dados levantados pela Secretaria de Fazenda apontam que no primeiro quadrimestre deste ano, a Prefeitura arrecadou apenas 75% dos recursos que estavam previstos na LOA. "A manutenção deste cenário exige medidas imediatas", afirmou.

Os técnicos estão analisando todas as planilhas do Orçamento do Município de 2014, com uma pormenorizada avaliação da receita corrente líquida, da despesa com pessoal e do custeio de toda a administração pública municipal. A ideia é traçar um amplo levantamento da realidade econômica da Prefeitura, diante do cenário de mudanças que está ocorrendo na economia global do país.

Os contratos deverão ser analisados e repactuados pelo governo em todas as secretarias enquanto as despesas de custeio deverão ter redução, especialmente gastos com água, luz, telefone, combustíveis, passagens aéreas, diárias, além de redução de hora extra.

De acordo com o secretário de Planejamento, a limitação de gastos tem como objetivo garantir o equilíbrio fiscal das contas da Prefeitura, tendo em vista os rígidos padrões da legislação vigente. “Temos que cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal e não gastar mais do que o município conseguir arrecadar”, assinalou.

José Cursino foi enfático ao afirmar que a previsão orçamentária para 2014 foi definida no ano passado pela LOA aprovada pela Câmara de Vereadores depois da análise da LDO, ambas enviadas pelo Executivo, como ocorre todo ano.

DINHEIRO CURTO - As medidas de contenção de despesas acontecem também em nível federal. Editorial do jornal Folha de S. Paulo, publicado na última quarta-feira (30), intitulado ‘Dinheiro curto’, afirma que o governo federal prometeu fazer esforço de contenção no orçamento neste ano, como parte da estratégia de evitar estragos ainda maiores na credibilidade da política econômica. “Mas é só um curativo, já que qualquer remédio mais forte ficará para depois das eleições”, acentua o editorial.

A receita atingiu apenas pouco mais da metade da previsão feita pelo governo no Orçamento. A ameaça de crise financeira já tem reflexos nos municípios. Em Belo Horizonte, a queda de 17% na arrecadação em relação ao que estava previsto para o primeiro bimestre deste ano fez com que a Prefeitura da capital mineira determinasse a redução no custeio da administração municipal para 2014.
Os produtores de abacaxi de Turiaçu chamaram a atenção para a falta de estradas durante o Diálogos pelo Maranhão, realizado nesta sexta (2). Por conta dos problemas com transporte, chega-se a perder até 30% da produção anual. Outro problema discutido foi a falta de água na região. Sobre as demandas, o coordenador do movimento,
 
Flávio Dino (PCdoB) destacou já integrar seu Plano de Governo a meta de zerar o déficit de abastecimento de água no Maranhão e o incentivo produção agrícola.

Na primeira cidade visitada do oeste maranhense, a população turiense listou 13 demandas principais. Entre as prioridades estão a reforma de escola, estradas, colocar em funcionamento o hospital da cidade, reativação da escola agrícola, incentivo à produção no campo e à pesca, apoio para instalação de instituições financeiras na cidade,
valorização de áreas quilombolas, entre outras.

“As dificuldades mostram o motivo de estarmos aqui. O município sofre com a falta de água, com a falta de energia, a estrada foi feita no governo Jackson Lago, a produção existe, mas não tem apoio necessário. Essa situação mostra que é hora de olhar para a realidade do Maranhão e compreender que não dá mais para aceitar as desigualdades sociais derivam de um modelo político errado”, disse Flávio Dino.

O pré-candidato a senador pela oposição, Roberto Rocha (PSB) destacou que o grupo que comanda o estado há cinco décadas já teve oportunidade para dar dignidade às pessoas. “A ausência de governo no Maranhão impede o crescimento da produção de abacaxi na
região”, refletiu.

Como porta voz da comunidade, Ivaldo do Caburé, entregou a Flávio Dino o documento que cita também entre os pontos de maior destaque, o problema que já dura 140 anos, que é a falta de água nas torneiras das casas. Além disso, listou a questão do transporte para a produção do abacaxi. “Hoje nós perdemos 30% da nossa produção por não termos estradas adequadas, tem muito buraco, não tem ponte, atoleiro. O abacaxi, por ser muito doce, requer um cuidado maior, sem a estrada adequada, perdemos muito no transporte”, comentou.

Marcos Leandro, presidente do colegiado do Centro de Ensino Paulo Ramos, conversou com Flávio Dino sobre a situação da única escola de Ensino Médio de Turiaçu. Ele falou da depredação da estrutura que comporta mais de três mil alunos e da divisão de recursos da escola com outros seis polos de municípios vizinhos. “Falta uma boa estrutura para receber os alunos. Hoje cada classe tem 40 alunos, muitos ficam em pé ou em cadeiras quebradas. Além disso, os recursos do PDDE e Fundeb são divididos, o que diminui o investimento na escola”, descreveu.

O deputado federal Waldir Maranhão (PP) trouxe a reflexão do acidente com jovens da cidade de Bacuri. Ele defendeu que a educação é ponto de partida para a mudança no estado e lamentou a forma que a juventude continua sendo transportada para as escolas. Para ele, o acidente mostrou ao Brasil novamente a dura realidade do Maranhão, estado com indicadores sociais perversos. Liderança política de Santa Inês, Luana Alves, falou da importância do trabalho para melhorar os índices negativos do Maranhão, entre eles o de maior número de casas de taipa e de levar água para todos os maranhenses, as duas propostas já possuem metas estabelecidas no Programa de Governo do pré-candidato
Flávio Dino.

O Diálogos pelo Maranhão foi acompanhado pelos deputados estaduais Marcelo Tavares (PSB), Othelino Neto e Raimundo Cutrim, ambos do PCdoB, Eliziane Gama (PPS), os federais Waldir Maranhão (PP), Simplício Araújo (PPS), Domingos Dutra (SDD), representantes de partidos, movimento social e sindical, lideranças religiosas,
prefeitos e vice-prefeitos.


UNIDADE DA OPOSIÇÃO - Mais uma vez a oposição mostrou-se unida nas discussões por um Maranhão mais justo para todos. O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) reforçou a importância do Diálogos pelo Maranhão como forma de ouvir e ter contato com os maranhenses. “Por onde andamos, o desejo de mudança só cresce. Turiaçu marca também a unidade da oposição, pois é a primeira cidade a receber a deputada Eliziane Gama após o anúnciooficial de apoio à pré-candidatura de Flávio, ato que mostrou a força da oposição do Maranhão”, disse.

Durante o discurso, Eliziane Gama (PPS) disse que esse é o momento do renascimento do Maranhão como um estado de oportunidade para todos. Com o anúncio da aliança, o PPS junta forças com o PCdoB para garantir perspectivas para a saúde, a educação. “Sofremos um golpe em 2006, quando o Dr. Jackson não concluiu seu governo. Agora unimos forças
porque chegou o momento do renascimento, de oportunidades para o Maranhão”, destacou.

CENTRO NOVO - Ex-prefeito de Centro Novo, Antonio Satiro, destacou que o município é o segundo do Maranhão em área territorial. “Estamos desamparados pelo poder público. Precisamos de ações para desenvolver o município”, pediu. Liderança da região, Levi Pontes destacou que a oposição tem mostrado uma forma diferente de fazer política: ouvindo as reivindicações da população para construir um verdadeiro diagnóstico do Maranhão. “Precisamos de um governo que queira ajudar o município nas áreas de infraestrutura, emprego, saúde e educação. É um grande diferencial ouvir a necessidade do município para traçar as diretrizes corretas do Plano de Governo”, elogiou.

Comprovando a necessidade de ações que gerem emprego e renda, Maria Luzinete, de 55 anos, contou que nenhum dos filhos reside atualmente em Centro Novo. Eles deixaram o município em busca de oportunidade. “Estamos sem ambulância, estrada cheia de buraco, quando precisamos de atendimento de saúde vamos para Godofredo, meus filhos foram embora por falta de emprego”, contou.

2 de mai de 2014

A Justiça Eleitoral acatou o pedido do diretório estadual do PCdoB contra divulgação de pesquisa não registrada, ocorrida no início de abril. Meios de comunicação ligados à família Sarney propalaram números de suposta pesquisa logo após o anúncio da mudança da pré-candidatura a governo ligada ao grupo.

Em decisão liminar, a Justiça Eleitoral afirmou que a pesquisa divulgada pela mídia ligada ao grupo Sarney é irregular, pois os dados não eram baseados em registros na Justiça Eleitoral. O PCdoB denunciou à Justiça a divulgação em blog hospedado no Sistema Mirante de Comunicação, que deverá se pronunciar à Justiça nos próximos dias.

Segundo o juiz federal Ricardo Felipe Rodrigues Macieira, mesmo após os jornalistas terem excluído o conteúdo da pesquisa contestada, a retificação dos jornalistas configurou a continuação da divulgação de pesquisa sem qualquer registro na Justiça Eleitoral – pré-requisito fundamental para que a pesquisa seja válida em ano eleitoral.

“Parece, pois, que essa situação configura uma espécie de continuidade da divulgação da "pesquisa" impugnada, que se caracteriza como irregular por falta de observância das exigências previstas na legislação (Lei 9.504/97, art.33, e Resolução TSE 23.400/2013, art.2º).” A decisão liminar foi publicada no dia 2 de maio.

À época da divulgação dos dados irregulares, o PCdoB lançou nota à imprensa repudiando a tentativa de manipulação do eleitorado. Segundo o presidente estadual  do PCdoB, Márcio Jerry, lamentou a prática ilegal cometida pelo Sistema Mirante: “Recorrer a divulgação de falsas pesquisas é expediente que afronta a sociedade e agride a seriedade que se quer dos políticos num pleito tão importante como é o que escolherá o governador do Maranhão”, disse em nota.

O prefeito Edivaldo Júnior anuncia este mês o Plano Estratégico de Melhorias no Trânsito voltado para a mobilidade urbana. O plano é composto de 26 intervenções de engenharia de tráfego em diversas áreas da cidade. O pacote de ações inclui a realização de obras estruturantes que proporcionarão maior fluidez ao trânsito e reduzindo pontos de estrangulamento crônicos na cidade

A intenção é diminuir o tempo de deslocamento para quem tem o próprio carro, para motoristas de táxi, transporte alternativo, e, sobretudo, para os usuários de transporte coletivo. “Nós estamos trabalhando para concretizar obras estruturantes para a nossa cidade, que resolverão problemas urgentes de mobilidade urbana, assegurando melhoria na qualidade de vida da população. Os investimentos contemplam ações de curto e médio prazo, a maioria delas a serem executadas ainda este ano”, afirmou o prefeito Edivaldo.

O Plano Estratégico de Melhorias no Trânsito inclui intervenções semafóricas, criação de novos corredores de transporte, faixas exclusivas para ônibus, sinalização asfáltica e com placas indicativas e novos sonorizadores. Os técnicos da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) têm trabalhado numa pauta de ações prioritárias que possam viabilizar intervenções de forma eficiente.

HISTÓRICO - Ainda no ano passado, o prefeito reuniu-se com representantes do governo federal, munido de uma pauta prioritária que destacava os problemas mais urgentes discutidos com a sociedade através do Pacto por São Luís, com o objetivo central de adquirir recursos para instalação dessas obras.

Em março deste ano, São Luís foi contemplada com R$ 480 milhões para o Corredor de Transporte de São Luís, sendo que R$ 240 milhões são recursos do Orçamento Geral da União e os outros 50%, fruto de um financiamento/empréstimo da Prefeitura junto ao governo federal com recursos do FGTS.





A oposição do Maranhão deu na manhã desta quinta-feira (1) mais um importante passo durante ato que anunciou a posição do PPS para as eleições de 2014. Demonstrando unidade e força política, lideranças de diversos partidos reforçaram a maturidade da oposição que, pela primeira vez, caminha para uma candidatura única no estado.

“O ato de hoje tem uma dimensão histórica, pois reforça o campo da oposição, ampliando-a, e na medida em que também traz para o palanque liderado por Flávio Dino, lideranças como o ex-vice-governador, Pastor Porto, o ex-governador, Jackson Lago, e também Eliziane Gama, que era pré-candidata ao Governo do Maranhão e que agora se incorpora a esse projeto. É algo muito importante e que reforça muito a oposição à oligarquia Sarney”, avalia o presidente do PCdoB, Márcio Jerry.

O vice-prefeito de Imperatriz, Pastor Porto (PPS), destacou a importância da união da oposição e que afirmou que o PPS não poderia ficar sem participar deste grande momento de renovação política no Maranhão.

“Há um ano e meio lançamos a pré-candidatura de Eliziane Gama a governadora do estado, mas, no momento, chegamos à compreensão que é fundamental e essencial a unidade da oposição. Nós compreendemos que é preciso apoiar o Flávio Dino, considerando que é o fim de um ciclo de poder no Maranhão. Então, consequentemente, é um momento de oportunidade e responsabilidade”, disse.

O ex-governador Zé Reinaldo (PSB) enfatizou a liderança de Flávio Dino na condução desse processo da união de 9 partidos em prol de candidatura única. “O que concorre muito para essa reunião de tantos partidos é a postura humilde do Flávio, de seriedade, de compromisso, uma pessoa que se pode confiar. O ambiente que existe hoje no Maranhão é de mudança, do fim de um ciclo, de querer renovar. A população quer renovar sendo o Flávio o condutor desse processo”, destacou.

Para o deputado estadual Bira do Pindaré (PSB), o diálogo entre diversos partidos de oposição é mais uma prova que o Maranhão segue para uma eleição plebiscitária com a disputa de dois projetos: um que está há quase 50 anos no poder, que destruiu o estado do Maranhão, e o projeto daqueles que querem construir uma outra perspectiva de vida para o povo do estado. “Esse momento é mais uma demonstração de que isso é possível. O povo sempre reclamou da unidade das oposições e agora está se efetivando. É um grande passo que nos motiva ainda mais a continuar esse caminho em busca da vitória”, avalia.

Raimundo Cutrim (PCdoB), deputado estadual, destacou que a candidatura de Flávio Dino representa sonhos e esperanças e, por isso, tem reunido vereadores, prefeitos, vice-prefeitos, deputados de diversas regiões do estado. Marcelo Tavares, deputado estadual pelo PSB, reforçou que as alianças que estão se firmando na oposição serão decisivas para se fazer a mudança no Maranhão. “Uma aliança programática, uma aliança com muito conteúdo que não visa apenas a questão eleitoral, mas que trará belos frutos para a população maranhense”, analisa.

Representando a região de Imperatriz, Clayton Noleto e Rosângela Curado, destacaram a maturidade e o equilíbrio da oposição, que tem marchado para ter apenas um candidato a governador e um a senador. Para eles, o momento tem como base a voz da população do estado, que espera uma grande transformação administrativa, política e social. Para eles, o movimento, além de político, reflete o desejo da população, de movimentos sociais e de lideranças comunitárias. Irmão do ex-governador Jackson Lago, Wagner Lago (PPS) vê esse momento de unidade da oposição como da “retomada das forças que se aglutinaram para fazer a mudança do Maranhão em 2006”.

Em cumprimento à determinação do prefeito Edivaldo Júnior, as obras de reforma e ampliação da Estação de Tratamento de Água (ETA) do Sacavém foram intensificadas. Cerca de 70% dos serviços já foram concluídos e a previsão é que a reforma seja entregue nos próximos meses. Os trabalhos estão sendo executados pela Secretaria de Obras e Serviços Públicos (Semosp).

“A política de gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior tem o compromisso de assegurar mais qualidade de vida para a população, e é isso que ele está fazendo, no momento em que garante um abastecimento de água eficiente e saudável a todos”, afirmou o titular da Semosp, Antônio Araújo.

As melhorias na ETA consistem em modificações no sistema hidráulico e elétrico, reparos na estrutura física e de tratamento, além da substituição de equipamentos antigos por novos, que garantirão maior eficiência no sistema de tratamento de água. O processo de filtragem será complementado com a colocação de novos filtros, novo revestimento, automatização, informatização de setores e implantação de novos laboratórios.

O superintendente do Grupo Executivo do Programa de Aceleração do Crescimento (Gepac), Roberto Souza, informou que a Estação foi projetada para ter uma vazão média de 600 litros por segundo, mas, atualmente, opera com uma média de 250 litros por segundo. Ele esclareceu que a diminuição do potencial de tratamento ocorreu em virtude da deterioração de equipamentos. “Com a reforma e ampliação da ETA, a capacidade do índice de vazão voltará a operar em sua plenitude”, afirmou.

O objetivo da reforma é cooperar com a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), visando melhorar os serviços prestados pelo órgão à cidade. Além da melhor qualidade da água tratada, haverá redução de custos, otimização do processo operacional e uso adequado dos espaços nas diversas instalações. Os recursos são provenientes do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC I), do governo federal, com contrapartida da Prefeitura de São Luís.

Na reunião da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle, da Câmara Federal, quarta-feira (30), o deputado Carlos Brandão questionou a presidente da Petrobras, Graça Foster, sobre as obras da Refinaria Premium I, em Bacabeira (MA), e disse que o Maranhão vive, hoje, a “expectativa de um novo estelionato eleitoral”.

Brandão afirmou que a refinaria Premium foi usada como golpe eleitoral pelo grupo Sarney. “Às vésperas das eleições de 2010, a obra foi anunciada como promessa de 400 mil novos empregos, em atos festivos, com direito à presença do então presidente Lula e de Dilma Rousseff, à época pré-candidata à Presidência da República, além do ministro Edison Lobão (Minas e Energia) e da governadora Roseana Sarney”, lembrou o deputado.

Ressaltou Carlos Brandão que depois de dois anos de atividades suspensas, a refinaria Premium voltou à mídia recentemente, quando o pré-candidato ao governo do Maranhão pelo PMDB, Edison Lobão Filho, anunciou que serão realizadas novas licitações para continuação das obras.

“Estamos vivendo a expectativa de um novo estelionato eleitoral, com uma nova Pasadena, sendo que bem mais cara”, disse Brandão, questionando Graça Foster sobre como seria viável a continuação da obra se foi a própria presidente da Petrobras quem decretou a paralisação, sob a justificativa de não existirem verbas suficientes.

Graça Foster afirmou que foram refeitos os projetos e que as licitações serão reiniciadas em maio deste ano.

Refinaria Premium I – Com promessas de se tornar a maior refinaria da América Latina, com obras previstas para serem concluídas até 2016, a Premium I teria a produção voltada para combustíveis de alta qualidade. Segundo a Petrobras, em sua primeira fase, a refinaria teria capacidade de processar 300 mil barris/dia.

Depois de concluídas as obras, essa capacidade duplicaria. No entanto, a construção que foi inaugurada em 2010 está paralisada desde 2012, sendo que as obras de terraplanagem e de desmatamento já estão comprometidas pela ação das chuvas e pelo crescimento da vegetação. Recentemente, os governos federal e estadual anunciaram que será iniciado novo processo licitatório para recomeço das obras que haviam sido canceladas pela presidente da Petrobras, Graça Foster, por falta de verba.

Para a terraplanagem da área de instalação da refinaria foi cotado, inicialmente, “e sem qualquer estudo ou planejamento quanto aos reais custos necessários”, segundo Brandão, o valor de R$ 37 milhões. “Ao longo dos anos foram feitas alterações relativas a esse montante. O valor gasto até a paralisação dos trabalhos foi de R$ 1,5 bilhão, ou seja, muito além do previsto no contrato inicial entre a estatal e o consórcio GSF (Queiroz Galvão, Serveng e Fidens)”, concluiu o parlamentar.

1 de mai de 2014

O pré-candidato ao Senado pelos partidos do campo da oposição, Roberto Rocha (PSB), lembrou que a adesão do PPS ao projeto de governo dos oposicionistas é resultado de conversas que tiveram início durante encontro do PSB, PPS e Rede, que ocorreu em Salvador em março deste ano.

Rocha lembra que o pré-candidato a Presidência da República, Eduardo Campos (que foi governador de Pernambuco e comanda o PSB nacionalmente), conversou com a deputada estadual Eliziane Gama para que ela aderisse à candidatura de Flávio Dino para que a oposição fosse fortalecida ainda mais no Maranhão.

“O Eduardo junto com a ex-senadora Marina Silva, que será vice do nosso candidato a presidente da República, em reunião em que estavam eu e outros companheiros do PSB como o deputado Marcelo Tavares, mostrou a deputada Eliziane Gama a importância de aderir a esse nosso projeto que é mudar o Maranhão. Após, outros companheiros importantes do nosso campo político também atuaram nesse sentido. O resultado é esse: o PPS ao nosso lado para essa batalha em outubro”, afirmou Rocha.

A deputada Eliziane Gama e outros membros do PPS como o vice-prefeito de Imperatriz, Pastor Porto, e o secretário geral da legenda, Paulo Matos, fizeram esse anúncio de adesão a candidatura de Flávio Dino e de Roberto Rocha na manhã de hoje durante entrevista coletiva no hotel Holiday In.

“A chegada do PPS fortaleza nossa luta. A deputada Eliziane Gama não deu um passo atrás, deu vários passos à frente porque vai ajudar a iluminar o caminho de mudança política que se faz necessária para o Maranhão”, disse Dino.
Aqueles que apostaram na divisão das oposições ou no lançamento de uma terceira via para tentar evitar o plebiscito entre Flávio Dino (PCdoB), e o candidato da oligarquia Sarney, Edinho Lobão (PMDB), logo no primeiro turno, perderam feio. Nesta manhã de quinta-feira, feriado do Dia do Trabalhador, a deputada Eliziane Gama reafirmou a presença dela e do PPS na coligação que está sendo estruturada para apoiar a candidatura do ex-presidente da Embratur ao Governo do Estado.


“Eu vim para ajudar, somar e contribuir com esse projeto. O que eu puder fazer para que ele seja vencedor, eu farei,” disse Eliziane Gama em entrevista coletiva à imprensan. “Hoje a candidatura do PPS é a candidatura do PCdoB”, afirmou a deputada.

Eliziane disse que desistiu da pré-candidatura atendendo ao clamor popular pela unidade das oposições, porque  Flávio tem também o sentimento de mudança e defende a construção da alternância de poder. “A cidade e o Estado clamam pela unidade e nós, a classe política, precisamos ser agendados pelo clamor popular e é por isso hoje nós do PPS,  atendendo esse clamor popular pela unidade das oposições no Maranhão, nós viemos aqui dizer que o PPS é PCdoB, que Eliziane é Flávio Dino, é Roberto Rocha, é PSB, PSDB, PDT, PTC, PP, PROS, Rede Sustentabilidade e Solidariedade”.  

E para que não ficasse nenhuma dúvida quanto a sua participação efetiva na campanha, a deputada, que deverá disputar a eleição de deputada federal, adiantou que, “em nome de uma história de vida que eu construir, em nome de um resgate que para mim foi muito grande, em nome de uma ruptura que tive que sofrer ao longo de toda a minha vida para chegar aqui e dar o melhor de mim para esse Estado, eu quero dizer que hoje a candidatura do PPS é a candidatura do PCdoB e nos vamos construir um Maranhão, acima de tudo um Maranhão de todos nós”.

Para Eliziane Gama, a participação do PPS na aliança “é um momento histórico, não apenas pela aliança do PPS com o PCdoB, mas por representar a construção, de fato de um Maranhão que todos nós sonhamos, que todos nós efetivamente desejamos para essa e para as próximas gerações”. Ele negou qualquer acordo ou compromisso de Dino para 2016 quando estará em jogo a sucessão municipal.

A presidente do PPS destacou que lançou a pré-candidatura ao Governo do Estado pelo PPS em cima de dois pontos basilares: o movimento que protagonizado por Marina Silva, que resultou no nascimento da Rede Sustentabilidade, que em sua formatação não seria necessariamente um partido puro e simplesmente, mas um partido para a construção de um quesito fundamental que a sustentabilidade em todas as suas áreas, não apenas na questão ambiental; e o sentimento de alternância de poder.  

A parlamentar reafirmou que o PPS faz oposição ao governo do Maranhão como faz oposição ao governo federal. Enfatizou ainda que o PPS é um partido que prega a alternância de poder, não simplesmente alternância pela alternância, um nome por outro nome, mais acima de tudo a alternância na troca de ideias, construção de um modelo diferenciado como prega a REDE. “Esse pensamento de oposição é o pensamento que eu coloco nas minhas práticas diárias como deputada estadual, como pessoa e como cristã, como alguém leva em consideração o princípio do cristianismo que é: “bem aventurado aqueles que têm fome e sede de justiça”.

No evento, Flávio Dino agradeceu o apoio de Eliziane Gama, do PPS e considerou que a deputada deu vários passos adiante porque “ajuda a iluminar o caminho de mudança política que se faz necessária para o Maranhão”. Segundo Dino, Eliziane Gama ajuda a escrever uma nova história para o Maranhão “com letras de Verdade e Justiça”.
 

Design de NewWpThemes