30 de abr de 2015

O secretário Geral do PPS, suplente de senador Paulo Matos (foto), em conversa com o titular do blog, nesta tarde de quinta-feira (30), disse que da fusão do PPS com PSB surgirá um grande partido no país e no Maranhão.

“Eu acho que o processo de fusão nos fortalece. Nós temos uma identidade com o PSB e estivemos junto em todos os movimentos do país. A última eleição nacional selou a aliança nossa quando fizemos opção por um projeto alternativo e apoiamos a candidatura de Eduardo Campos”, observa Matos.

O dirigente do PPS lembra que, no Maranhão, a exemplo do restante do país, as duas legendas sempre estiveram juntas. Paulo Matos recorda que em 2010, a coligação que apoiou a candidatura de Flávio Dino foi composta por PCdoB, PSB e PPS.

Quanto ao comando do partido no Estado, Matos observou que essa questão somente deverá ser discutida após os dois partidos realizarem seus congressos extraordinários para homologar a fusão, previsto para junho. “Somente após este processo e que as questões estaduais serão discutidas”, observou.
Reações:

0 comentários :

Design de NewWpThemes