4 de out de 2014

A última pesquisa do Instituto DataM, fechada nesta sexta-feira, prevê a vitória do candidato do PSB ao Senado, Roberto Rocha, sobre o segundo colocado, Gastão Vieira. Considerados apenas os votos válidos, Rocha deve vencer nas urnas com 52,5% dos votos, contra 42,2% do candidato do grupo Sarney.

Na série histórica para o Senado a vantagem de Roberto Rocha sobre Gastão manteve-se desde antes do início do horário eleitoral, com algumas oscilações. Roberto Rocha é apoiado por Flávio Dino e outros 9 partido da coligação “Todos pelo Maranhão” e Gastão Vieira tem o apoio de Lobão Filho, da coligação “Pra frente, Maranhão”.

Outro ponto de destaque é o quadro de rejeição dos candidatos que mostra quase o dobro para Gastão Vieira (21,4%) comparado a Roberto Rocha (11,1%). Esse cenário torna mais difícil uma reação do candidato do PMDB nas urnas.

 

 

 


 
A Justiça Eleitoral negou o pedido de liminar da coligação Pra Frente Maranhão para afastar o presidente do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão, Edmar Cutrim, por suposta interferência no processo político eleitoral. Ao analisar a Ação Cautelar, o juiz Clodomir Sebastião Reis julgou extinto, sem julgamento de mérito, o referido pedido.
“Preliminarmente, quanto ao pedido de afastamento do Requerido Edmar Cutrim do cargo de Presidente do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão, reconheço como incompetente este Regional, considerando que a apuração de eventuais desvios de conduta, neste caso, cabe ao respectivo órgão de correição da corte de contas, não merecendo qualquer avaliação neste juízo”, observou o magistrado.

Veja abaixo o relatório da decisão monocrática e que o que pensa o juiz sobre os pedidos da coligação de Edinho Lobão, o candidato que tentou de todas as formas envolver Flávio Dino numa decisão pessoal do prefeito de São José de Ribamar em abandonar o grupo Sarney e declarar apoio a ele.  
    
RELATÓRIO

Trata-se de Ação Cautelar, ajuizada pela Coligação "PRA FRENTE MARANHÃO" em face de EDMAR SERRA CUTRIM, FLÁVIO DINO DE CASTRO E COSTA, CARLOS ORLEANS BRANDÃO JÚNIOR, ROBERTO COELHO ROCHA, RAIMUNDO SOARES CUTRIM e GLAUBERT NASCIMENTO CUTRIM, com pedido de liminar, objetivando o afastamento de EDMAR SERRA CUTRIM do cargo e função de Conselheiro e Presidente do TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO MARANHÃO, até a data da proclamação do resultado das eleições de 2014.

Requer, ainda, extensão da medida cautelar para concessão da medida de busca e apreensão de computadores e notebooks, tanto da sede da Presidência do TCE/MA, quanto na residência de EDMAR SERRA CUTRIM.

Tais pedidos se baseiam em supostas ilegalidades e "aberrações" eleitorais perpetradas por Edmar Serra Cutrim, na condição de Presidente do Tribunal de Contas do Estado, que, para o Requerente, caracteriza o abuso de poder politico, comprometendo a livre e desembaraçada manifestação dos eleitores.

É o relatório.

II- FUNDAMENTAÇÃO

Portanto, julgo extinto, sem julgamento de mérito, o referido pedido, nos termos do art. 267, IV, do CPC. Preliminarmente, quanto ao pedido de afastamento do Requerido Edmar Cutrim do cargo de Presidente do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão, reconheço como incompetente este Regional, considerando que a apuração de eventuais desvios de conduta, neste caso, cabe ao respectivo órgão de correição da corte de contas, não merecendo qualquer avaliação neste juízo, 

Observo, ainda, que a Requerente não efetuou qualquer pedido quanto aos demais requeridos desta Cautelar, o que demonstra a inépcia da exordial neste aspecto, nos termos do art. 295 do CPC. Dessa forma, indefiro a inicial no que se refere aos requeridos FLÁVIO DINO DE CASTRO E COSTA, CARLOS ORLEANS BRANDÃO JÚNIOR, ROBERTO COELHO ROCHA, RAIMUNDO SOARES CUTRIM e GLAUBERT NASCIMENTO CUTRIM.

Passemos a análise do pedido busca e apreensão de computadores e notebooks, tanto da sede da Presidência do TCE/MA, quanto na residência de EDMAR SERRA CUTRIM.

Como é sabido, para concessão de medidas da espécie faz-se necessária a demonstração da fumaça do bom direito e do perigo que a demora no provimento judicial representaria ao litigante. 

Aqui, analisando o caso de modo superficial, como é próprio nesta sede, concluo que a Requerente não merece acolhida em seu pleito, na medida em que não vislumbro um dos requisitos necessários ao deferimento do pedido liminar, qual seja, o fumus boni iuris.

Em sua peça inicial a Requerente acusa o Requerido EDMAR SERRA CUTRIM de, em razão de seu cargo, perpetrar tramas para alterar o resultado das eleições, e que, para isso, usou seu cargo e influência para cooptar prefeitos, ex - prefeitos, presidentes de câmara e demais gestores, colacionando, como elementos probatórios, áudio e sua respectiva transcrição e matérias divulgas nos blogs pertinentes aos fatos.

Ao menos com os elementos probantes carreados com a inicial, sobretudo a mídia eletrônica e sua respectiva " transcrição" , não se extrai, de pronto, a configuração de qualquer ilícito eleitoral por parte dos interlocutores dos diálogos transcritos. Referem-se, de fato, ao processo eleitoral e, da forma como postada, numa espiada perfunctória, como é própria desse juízo preambular, não se infere, como disse, o cometimento de qualquer delito eleitoral.

Ademais, em sendo verdadeiro o rosário de fatos ilícitos supostamente cometidos pelo primeiro Requerido, EDMAR SERRA CUTRIM, e considerando que a campanha eleitoral é finda , conforme revelado nos blogs arremessados aos autos, somente no dia 01 de outubro o Requerido "mudou de lado" , pois que até aquela data apoiava a Coligação Requerente "Pra Frente Maranhão" . Em, assim sendo, esta teria sido muito mais "beneficiada" do que "prejudicada" , posto que todos estes anômalos métodos teriam sido perpetrados em seu favor deste o início da campanha. 

Não é demais afirmar que o eleitor é soberano nas suas escolhas. Não é porque o prefeito ou o vereador que ele eventualmente tenha prestado apoio na ultima eleição, repentinamente mude de candidato, que ele obrigatoriamente vai mudar. Acreditar nisso é também acreditar que se cuida de verdadeiros currais eleitorais e que o "seu dono" é quem determina em quem aqueles eleitores votarão o que, a meu ver, e peço venha a Requerente, é amesquinhar a vontade soberana do eleitor, ou mesmo dizer que ele não a possui ( nem vontade, nem soberania) e que cuida apenas de uma massa ou "rebanho" disponível a "negociatas políticas" . Demais, a mudança de lado é própria do jogo democrático, em uma negociação republicana, é claro. 

A matéria jornalística na forma como posta (deixo aqui consignado meu respeito ao jornalismo investigatório), não pode servir de substrato a uma medida tão drástica como a solicitada. 

Não há qualquer indício de atos ilícitos , a não ser por conjugação de fatos do conhecimento da Requerente e não trazidos à baila neste processo. O pedido de busca e apreensão de computadores se baseia nas conclusões efetuadas pela Requerente, a partir de interpretações e ilações retiradas das conversas. Os diálogos, portanto, não são conclusivos quanto ao seu conteúdo. 

Da análise isolada das transcrições, portanto, não se verifica imediatamente qualquer aspecto concludente e decisivo para a concessão da medida cautelar pleiteada.

Insto posto, ausentes um dos requisitos legais, decido INDEFERIR o pedido liminar. 

Ex officio, determino que o Requerido informe e, se for o caso, apresente o telefone ou aparelho em que recebeu o telefonema mencionado na inicial, no prazo de 05 (cinco) dias.

Determino, ainda, que a Requerente apresente, no prazo de 05 (cinco) dias, o telefone ou artefato utilizado na gravação.

Decisão proferida em sede de plantão. 

Oportunamente, distribua-se ao relator prevento (Resolução TRE/MA nº 8.423/2013). 

Publique-se, Registre-se, Intime-se.

São Luís, 04 de outubro de 2014.

CLODOMIR SEBASTIÃO REIS
 

 
A partir das 8h da manhã até as 17h de hoje, milhões de maranhenses irão às urnas para eleger os representantes estaduais para os próximos quatro anos. Na dianteira em todas as pesquisas de intenção de voto, o candidato oposicionista tem tudo para sair vitorioso na contagem final dos votos válidos. O Tribunal Regional Eleitoral deve anunciar o resultado oficial das eleições até as 21h de domingo.

Pelo menos 4 institutos fizeram o acompanhamento das eleições no estado: Exata, Amostragem, DataM e Ibope. Na última semana antes da eleição, todos eles apontaram vitória de Flávio Dino (PCdoB) em primeiro turno. A vantagem em relação ao segundo colocado é sempre superior a 20 pontos.

A última pesquisa do instituto Exata (protocolo MA-00064/2014), divulgada no dia 03, atribui grande vantagem ao candidato da coligação “Todos pelo Maranhão”. Flávio Dino aparece com 65%, enquanto Lobão Filho soma 32% dos votos válidos.

Na pesquisa Ibope (protocolo MA-00062/2014) divulgada pela TV Mirante no último dia 02, o candidato oposicionista aparece com 59% dos votos válidos contra 38% do representante do grupo Sarney. Já na Data M (protocolo MA-00066/2014) da última sexta-feira Flávio Dino tem 70,5%, mais de 40% em relação Lobão Filho, que soma 27,6%.

O instituto Amostragem (protocolo MA-00063/2014), da última quinta-feira, coloca o candidato oposicionista com 65%. Já o representante do grupo Sarney aparece com 29% dos votos válidos. Quem também aferiu os números na semana decisiva da campanha foi a Econométrica (protocolo MA-00065/2014). Flávio Dino lidera com 67,8%dos votos válidos ante 28,9% de Lobão Filho.

Os outros 5 candidatos, em todos os institutos, aparecem com cerca de 1% das intenções de voto. Para que a eleição seja definida em primeiro turno, é necessário que a quantidade de votos do primeiro colocado seja superior à soma de todos os outros. E é esse o cenário apontado pelos institutos que avaliaram o cenário eleitoral maranhense.

A se confirmar a previsão dos institutos de pesquisa, após a proclamação do resultado, o Maranhão deverá conhecer o novo Governador do Maranhão a ser empossado no dia 1 de janeiro de 2015. Além deles, serão eleitos 1 senador, 42 deputados estaduais, 18 deputados federais e 1 presidente

Flávio Dino

Líder nas pesquisas, Flávio Dino disputa a eleição contra o grupo Sarney – que vem dominando o cenário político no Maranhão há quase meio século. Na dianteira das pesquisas há mais de 2 anos, o candidato do PCdoB reuniu ao longo dos meses apoio político em todas as regiões do estado.

É a segunda vez que Flávio Dino disputa as eleições para o Governo. Em 2010, ficou em segundo lugar com cerca de 30% dos votos válidos. Em 2011, assumiu a presidência da Embratur nomeado pela presidente Dilma Rousseff (PT) para comandar a pasta do turismo internacional no Brasil. Deixou o cargo em março deste ano para disputar as eleições. Reúne em sua coligação o apoio de 9 partidos.

 
 BRASILEIROS DO MARANHÃO, MARANHENSES DO BRASIL!
 
Somos dirigentes e parlamentares do Partido dos Trabalhadores no Estado do Maranhão e nos dirigimos a vocês na condição de cidadãos e cidadãs, que sonham com uma terra livre do domínio oligárquico, dos interesses patrimonialistas, dos resquícios do coronelismo.

Vivemos em um estado em que direitos fundamentais são continuamente negados pelo domínio do grupo Sarney/Lobão, pela corrupção crônica e por um desenvolvimento excludente, que impede a justa distribuição da riqueza, da terra e do poder.

Sem a justa distribuição da riqueza e do poder, o Maranhão ostenta os piores indicadores sociais do Brasil, que a cada dia se projeta como um país capaz de melhorar as condições de vida da população através da democratização da renda e da política.

Para mudar essa realidade é preciso mudar a política. Somente com a mudança da política conseguiremos mudar os indicadores de desenvolvimento humano do Estado. E isto nós podemos fazer, com o apoio de cada um de vocês. É uma questão humanitária!

Queremos que o Brasil continue mudando pra melhor e queremos também que o Maranhão se beneficie das mudanças que estão melhorando a vida de todos os brasileiros. Os maranhenses têm o direito de usufruir dos mesmos direitos.

Apoiamos a reeleição da presidenta Dilma (PT) e defendemos a eleição de Flávio Dino (PCdoB) para o governo do estado. São duas candidaturas que expressam o nosso desejo de mudança e o sonho de um Maranhão melhor e de um Brasil justo para todos.

Queremos um governo que enfrente a corrupção e à privatização do Estado; um governo comprometido com um modelo desenvolvimento que eleve de forma sustentável os indicadores sociais, através de políticas públicas democráticas e transparentes.

O MARANHÃO É DE TODOS NÓS!

Assinam o manifesto:

1-Márcio Jardim, membro do Diretório Nacional do PT e candidato a deputado federal 1365;

2-Augusto Lobato, vice-presidente do PT-MA e coordenador executivo da campanha Dilma no MA;

3-Genilson Alves, membro da Executiva do DR-PT-MA e ex-candidato a prefeito de São Mateus;

4-Paulo Romão, membro da Executiva do DR-PT-MA;

5-Adrovando Brandão, membro da Executiva do DR-PT-MA;

6-Terezinha Fernandes, membro do DR-PT-MA e ex-deputada federal;

7-Eri Castro, membro do DR-PT-MA;

7-Ivaldo Coqueiro, membro do DR-PT-MA;

8-Meire Ferreira, membro do DR-PT-MA;

9-Vicentina Mendonça, membro do DR-PT-MA;

10-Jomar Fernandes, ex-prefeito de Imperatriz;

11-Francisco Gonçalves, ex-presidente do PT-MA;

12-Salvador Fernandes, ex-presidente do PT-MA;

13-Ribamar do PT, Presidente do PT de Paço do Lumiar;

14-Ricardo Ferro, DM-PT-São Luís;

15-César Bombeiro, membro da Executiva do PT São Luís;

16-Paulo Serra, membro da Executiva do PT São Luís;

17-Marlon Botão, membro da Executiva do PT São Luís;

18-Silvana Serra, DM-PT-São Luís;

19-Lucimeire Pinto, PT-São Luís;

20-Doraci dos Santos, PT-São Luís;

21-Nivaldo da CUT, PT-São Luís;

22-Adriana da Fetaema, PT-Açailândia;

23-Moacir Santos, DM-PT-São Luís;

24-Maxwell Gerra, DM-PT-São Luís,

25-Luís Comerciário, DM-PT-São Luís;

26-Elias Perreira, PT-São Luís e coordenador Comitê Petista com Dilma e Flávio e PT-São Luís;

27-Raimundo Fonseca, PT-São Luís e candidato a deputado estadual;

28-Romeno Barros , PT-São Luís e candidato a deputado federal;

29-Robson Brito, PT-São Luís;

30-Alexandra Ramos, PT-São Luís;

31-Cleuzamar de Pinho, PT-São Luís;

32-Carlito Reis, PT-São Luís;

33-Janete Amorim, PT-São Luís;

34-Genilson Protásio, PT-São Luís;

35-Eunice Costa, PT-São Luís;

36-Irislene Alcântara, PT-São Luís;

37-César Augusto, PT-São Luís;

38-Luis Carlos Cintra, PT-São Luís;

39-Zequinha Trindade, PT-São Luís;

40-Claudiney de Jesus, PT-Cedral;

41-Aluísio Moreno, membro DM-PT-São Luís;

43-Natanael Silva, membro PT-São Luís;

44-Mariano do PT, PT-São Luís;

45-Ailrene Moura, PT-São Luís;

46-Mônica Araújo, PT-São Luís;

47-Cristina Araújo, PT-São Luís;

48-Nikson Lisboa, PT-São Luís;

49-Marlon Henrique, DM-PT-São Luís;

50-Joan Botelho, ex-presidente do PT-São Luís e ex-vereador;

51-Xibé Batista, PT-São Luís;

52-Diniz do Paço, membro Executiva PT-Paço;

53-Balbina de Jesus; DM-PT-Paço;

54-Vicente Mesquita; Delegado do MDA e PT-São Luís;

55-Genilde Reis, PT-São Luís;

56-Alcidinho, ex-candidato a prefeito de Primeira Cruz;

57-Erisvan do PT, PT-São Luís;

58-Bernardo Felipe, PT-São Luís;

59-Edilene Ramos, PT-Imperatriz;

60-João de Deus, PT-São Luís;

61-Paulo Montanha, PT-São Luís;

62-Arnaldo Gomes, ex-prefeito e presidente do PT-Altamira do Maranhão;

63-Antônio Martins, presidente do PT- Alto Alegre do Pindaré;

64-Antônio Erismar, presidente do PT-Açailândia e candidato a deputado estadual;

65-Américo de Sousa , ex-candidato a prefeito de Coelho Neto e candidato a deputado estadual;

66-Domingos Lima, Presidente do PT- Axixá e presidente da Câmara de Vereadores;

67-Valdinar Barros, PT-Imperatriz, ex-deputado estadual e candidato a estadual;

68-Ismael Borges, presidente do PT-Boa Vista do Gurupi;

69-Raimundo da conceição, presidente do PT- Bom Jardim;

70-Maria Lira, ex-prefeita e presidente do PT- Bom Jesus da Selva;

71-Carmom Filho, presidente do PT-Carutapera;

72-Edvam Ferreira, presidente do PT-Centro Novo;

73-Afonso Bastos, presidente PT-Coelho Neto;

74-Lásaro da Silva, presidente PT-Newton Belo;

75-Luís Fernando Pereira, vereador e presidente PT- Nunes Freire;

76-Antônio Jorge, presidente PT-Imperatriz;

78-Eduardo Alves, vereador e presidente PT-Lagoa Grande;

79-Drº Jorge, prefeito de Lagoa Grande;

80-Teresa da Silva, presidente PT-Maracaçumé;

81-Flaésio Gonçalves, presidente PT-Mata Roma;

82-Anildo de Morais, presidente PT-Nina Rodrigues;

83-Celso Costa, presidente PT-Olho D´agua das Cunhãs;

84-Elismar Mendes, presidente PT de Pindaré-Mirim;

87-Deutz de Sousa, presidente do PT-Santa Inês e ex-vereador;

88-Francisco das Chagas Santos, presidente PT-Primeira Cruz;

89- Luís Fernado, presidente PT-Arari;

90-Josivaldo da Costa, presidente PT-Itapecuru;

91-Kátia Monteiro, presidente PT São Vicente de Ferri;

92-Socorro de França, ex-presidente do PT e ex vereadora de Centro Novo;

93-Francisca chaves, presidente de Honra PT-Centro Novo;

94-Profº Quinzánio, vereador e ex-presidente PT-amapá do MA;

95-Luís de Aréia, vereador PT-Pindaré;

96-Mazinho do PT, vereador PT-Pindaré;

97-Laércio da Silva, vereador PT-Pindaré;

98-Mayron Santos, presidente da Câmara de Morros;

99-Arlindo Jr, vereador de Buriticupu,

100-Aurélio, vereador do PT,

101-Arlindo, prefeito de Fortuna;

102-Ana Maria Pereira, PT-Bacabal;

103-Amário Jansen, executiva PT-Viana;

104-Sandoval, ex-presidente PT-Viana;

105-Preguinho, executiva PT-Alcântara;

106-Manacês Sobrinho, executiva PT-São José de Ribamar;

107-Volney, ex-candidato a prefeito e ex-presidente do PT-Raposa;

108-Cosmo Trindade, executiva PT-Viana;

109-Arakém, prefeito de Alcântara;

110-Maria da Graça Amorim, presidente PT-Alcântara;

111-Francisvaldo Coelho, ex-presidente PT-Cururupu;

112-Adenilson Ruka, vereador PT-Cururupu;

113-Profº Manelito, PT-São Luís;

114-Mauri Mafra, presidente PT Cururupu;

115-Manuel Gomes Perreira, presidente PT-Estreito;

116-Robert, vereador de Cururupu;

117-Zana, vereadora Serrano;

118-Carlão, vice-prefeito de Mirinzal;

119-fabiano, vereador de Bacuri;

120-Geovam, vereador Bacuri,

121-Valdenor, vereador de Central do Maranhão;

122-Rogério, vereador Turilândia;

123-Daniel, presidente PT-Central;

124-Joquinha, presidente PT-Mirinzal;

125-Noir, presidente PT-Serrano;

126-Edilaura, presidente PT-Bacuri;

127-Luis Fernando Leite, presidente PT-Fortuna;

128-Pâmala, candidata deputada estadual;

129-Gilberto Martins, presidente PT Guimaraes;

130-Francisco de Assis, presidente PT-Humberto de Campos;

131-Fábio Rocha, presidente PT-Barreirinhas.

132-Valdir Peu, ex-presidente do PT-Axixá;

133-Raimundo Paula, ex-presidente PT-Junco do Maranhão;

134-Ailton do PT, ex-presidente PT-Gurupi;

135-Zequinha Sampaio, ex-presidente PT-Maracaçumé;

138-Idalécio gago, ex-prefeito PT Nunes Freire;

139-Luís Sílva, ex-presidente PT-Santa Inêz;

140-João do PT, ex-presidente PT-Arari;

141-Felipe, ex-presidente do PT-Pinheiro;

142-Lauber, PT-Pinheiro;

143-Cuim, ex-presidente PT-Santa Helena.

Pesquisa realizada pelo instituto DataM aponta que o candidato da coligação Todos Pelo Maranhão, Flávio Dino, deve obter vitória com 70,5% dos votos válidos amanhã (5/out). O candidato da família Sarney, Edinho Lobão, aparece com 27,6% dos votos válidos.

A pesquisa foi realizada entre os dias 29 de setembro e 2 de outubro e ouviu 2 mil entrevistados. A margem de erro é 3 pontos percentuais para cima ou para baixo. Os outros candidatos somados chegam a 1,9% dos votos válidos. A pesquisa foi contratada pelo jornal Atos&Fatos e registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o número 0066/2014.

Mais da metade dos eleitores dizem não votar em Edinho Lobão de jeito algum. A rejeição de Edinho Lobão é de 51%.

Roberto Rocha na frente no Senado

O candidato da Coligação Todos pelo Maranhão ao Senado, Roberto Rocha, tem 34,4% das intenções de voto, segundo a pesquisa DataM. Eles está mais de 6 pontos à frente do candidato da família Sarney, Gastão Vieira, que tem 27,7% das intenções. Cerca de 24% dizem ainda não saber em quem votar para o Senado.

Esta semana, também foi divulgada a pesquisa Exata/TVGuará/Fiema, que aponta Flávio Dino com 65% dos votos válidos. A pesquisa do instituto Exata foi encomendada pela TV Guará e pela Fiema (Federação das Indústrias do Estado do Maranhão) e está registrada no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) sob protocolo número MA-00054/2014. A sondagem ouviu 1.400 eleitores em diversos municípios maranhenses, com a margem de erro máxima de 3,2 pontos para mais ou menos.

 
Marrapá

 
Agora é oficial e a governadora Roseana Sarney (PMDB), apoiadora do candidato Edinho Lobão (PMDB), terá muito que se explicar perante as autoridades competentes.
Foi divulgado neste sábado (04) trechos do vídeo entregue à Polícia Federal pelo presidente do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE/MA), conselheiro Edmar Cutrim, os quais mostram cenas arbitrárias e totalmente ilegais promovidas por Roseana e Policiais Militares em serviço – dentre eles o secretário chefe do Gabinete Militar, tenente-coronel José de Ribamar Vieira – que invadiram a residência do conselheiro na última quarta-feira (01). O vídeo mostra imagens do circuito interno de segurança da residência.

A ação tresloucada de Roseana, um gesto de abuso de poder com o objetivo de produzir provas para beneficiar Edinho Lobão, aconteceu às 17h01, uma hora após ela interceptar, através do seu Gabinete Militar e utilizando provavelmente escutas telefônicas ilegais (não autorizadas judicialmente), uma ligação telefônica de Cutrim, que está de férias e, na ocasião, estava ausente da sua residência e reunido com amigos.
A invasão se deu também uma hora após o prefeito de São José de Ribamar, Gil Cutrim, filho de Edmar, ter declarado, na cidade de Balsas, apoio ao candidato ao Governo do Estado, Flávio Dino (PC do B).

Roseana e os policiais invadiram a casa à procura do conselheiro, mesmo sabendo que os proprietários não se encontravam.
Em um dos trechos do vídeo, Roseana aparece na guarita de segurança observando o sistema de monitoramento da parte externa da residência. Neste momento, Roseana utilizou o próprio sistema de segurança para certificar se o conselheiro realmente estava em algum lugar da casa.

Não satisfeita, a governadora do Maranhão, acompanhada por coronel Vieira, circula na área da piscina e, em seguida, adentra a parte interna da casa, onde vistoria todos os cômodos.
O ato promovido por Roseana, que utilizando uma gravação ilícita e provavelmente fruto de arapongagem para beneficiar eleitoralmente seu candidato, Edinho Lobão, revela um esquema de monitoramento reprovável sobre todos os aspectos.

Fica evidente que a insegurança institucional promovida pelo Palácio dos Leões compromete a estabilidade dos agentes públicos.
 

3 de out de 2014

O candidato a deputado estadual, Edivaldo Holanda (PTC), realiza, neste sábado (04), a partir das 13h, um grande encontro  com lideranças da capital e do interior do estado para marcar o encerramento da campanha.


O evento, que também encerra a caminhada de Holanda pelo Maranhão, será realizado na Universidade Infantil Rivanda Berenice (UIRB),  localizada  na Rua Canopus, 120, Portal do Recanto dos Vinhais, prox. Alvorada Motos (Curva do 90).

A coligação “Todos pelo Maranhão” concedeu coletiva à imprensa na noite desta sexta (03) repudiando ações de terrorismo eleitoral com o objetivo de prejudicar o resultado das eleições no próximo domingo (05). Os coordenadores da coligação esclareceram que encaminharam denúncia à Polícia Federal e ao Tribunal Superior Eleitoral pedindo investigações sobre a origem da falsa certidão que circula contra Flávio Dino.

Durante a coletiva os coordenadores da Coligação Todos pelo Maranhão reiteraram que a candidatura de Flávio Dino "não tem nenhum tipo de questionamento e que, portanto, ele está apto a participar do pleito eleitoral".

Para o presidente Estadual do PCdoB, Márcio Jerry, a eleição deve ser baseada em princípios legais e éticos. "Infelizmente ainda temos que convocar a imprensa para registrar nosso repúdio a esse tipo de prática política. Eleição não é um jogo de vale-tudo e tem regras, que devem ser seguidas e respeitadas", frisou.

"Um crime em cima de outro crime", disse ainda Márcio Jerry ao falar sobre a falsificação do documento do TSE e sobre a distribuição de panfletos apócrifos que tentam influenciar o eleitor contra Flávio Dino.

Ao falar sobre o compromisso da Coligação Todos pelo Maranhão com a verdade e a ética na disputa eleitoral, o coordenador e deputado Marcelo Tavares confirmou o empenho para que todos os crimes sejam esclarecidos.

"Estamos trabalhando para que nenhum desses crimes fique impune". E, completou: “É lamentável que esse processo eleitoral que poderia ser uma grande festa democrática seja prejudicado por essa campanha que nos é oferecida pelos adversários".

VEJA A ÍNTEGRA DA NOTA DIVULGADA

A coligação Todos pelo Maranhão (PCdoB, PP, PSDB, PPS, PTC, PSB, PROS e SD) repudia de forma veemente a tentativa de manipulação da opinião pública para tentar reverter o resultado das urnas no próximo domingo (05).

Muito atrás nas pesquisas, a coligação “Pra Frente Maranhão”, que defende a candidatura de Lobão Filho (PMDB), criou um verdadeiro terrorismo eleitoral com base em acusações falsas contra o candidato Flávio Dino (PCdoB).
Além de incluir Flávio Dino em áudio ilícito em que o candidato de nada é acusado, iniciou-se na manhã desta sexta (03) uma onda de boataria por todo o Maranhão. Panfletos apócrifos, boatos de internet e carros de som com mensagens falsas circulam no interior do estado com informações inverídicas.
O mais grave, no entanto, é a falsificação de documento público em nome do Tribunal Superior Eleitoral feito com o intuito de prejudicar Flávio Dino. A falsificação de documentos públicos é um grave crime previsto no Código Penal no artigo 297, com pena de 2 a 6 anos de reclusão e multa. Informamos que o caso foi levado ao conhecimento da Polícia Federal pelo deputado estadual Marcelo Tavares na tarde desta sexta-feira e ao Tribunal Superior Eleitoral(TSE).
O caso é agravado pela utilização do documento falso por gestores públicos, a exemplo do senhor Jorge Murad (vice-prefeito da cidade de Peritoró e sobrinho da governadora do Estado) que, em sua página oficial, deu como verdadeiro o documento falso.
Logo se percebe que a falsificação do documento atende a interesse do grupo Sarney e do seu candidato Lobão Filho.
Este foi mais um dentre vários episódios que trouxeram páginas lamentáveis para a história das eleições de 2014, quais sejam: abuso de poder político flagrado em reunião oficial do Governo do Estado; promessa de pagamento e regalias a presidiário para que este forjasse vídeo em ataque contra Flávio Dino; abuso de poder de mídia; e aparelhamento ilegal da Polícia Militar para espionagem de familiares do candidato oposicionista.
Repudiamos o uso de expedientes ilegais para tentar mudar o resultado das eleições que se avizinham e reiteramos o compromisso de Flávio Dino e toda a coligação “Todos pelo Maranhão” com a verdade, a legalidade e a justiça.
E conclamamos a sociedade para ir às ruas por Eleições Limpas e contra o jogo sujo que só tem a macular o processo eleitoral.
Márcio Jerry Saraiva Barroso
Presidente Estadual do PCdoB-MA
Marcelo Silva Tavares
Deputado Estadual pelo PSB


A nova pesquisa Exata/TV Guará/FIEMA, que será divulgada nesta noite de sexta-feira (3), revela que Flávio Dino ganhará a eleição no primeiro turno com 64% dos votos válidos, contra 32% de Edinho Lobão.

A pesquisa, que está registrada no TSE com o protocolo número BR-00986/2014 e no TRE com o protocolo MA-00064/2014, ouviu 1.500 pessoas entre os dias 29 de setembro e 2 de outubro, em 50 municípios distribuídos pelas seis regiões do Estado. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%.

GOVERNADOR - Na pesquisa espontânea, Flávio marcou 47%, contra 23% de Lobão Filho, do PMDB. Zeluís Lago e Saulo Arcângeli marcaram 1% cada; Prof. Josivaldo e Pedrosa não pontuaram. 4% afirmaram não votar em ninguém e 24% não souberam responder.

Na pesquisa estimulada, onde a lista com todos os candidatos é mostrada, Flávio Dino marcou 57%, contra 28% de Lobão Filho. Prof. Josivaldo, Zeluis Lago e Pedrosa marcaram 1% cada e Saulo Arcângeli não pontuou. Nenhum, brancos e nulos marcaram 6% e não souberam ou não responderam também foram 6%.

Quando são compilados apenas os votos válidos, Flávio Dino fica com 64% e Lobão Filho com 32%. Os demais candidatos marcam um ponto percentual cada.

Quando se faz a pergunta "Em quem o senhor não votaria de jeito nenhum", o nome mais citado é o de Lobão Filho, com 43%. O índice de rejeição de Flávio Dino é 19%. Zeluis lago e Pedrosa ficam com 18%, Saulo Arcângeli com 15% e Prof. Josivaldo com 11%. 12% disseram que votariam em todos e 11% que não votariam em nenhum.

SENADOR - A disputa mais acirrada é pelo senado. Dois candidatos vêm disputando voto a voto a intenção dos eleitores. Tanto Roberto Rocha (PSB), quanto Gastão Vieira (PMDB) já estiveram à frente, agora estão rigorosamente empatados com 36% das intenções de voto cada um.
Marcos Silva, do PSTU mantém o terceiro lugar nas últimas pesquisas, com 4%. Haroldo Sobóia, que na primeira pesquisa apareceu com 10% vem caindo e hoje chega apenas a 3%. Evan de Andrade e Gersão não pontuaram. Os que votariam em Nenhum/branco /nulo somam 9% e os que não sabem ou não responderam são 12%.
PRESIDÊNCIA - A corrida ao cargo de Presidente da República no Maranhão dá larga vantagem à Dilma Rousseff, que está com 60% das intenções de votos. Marina Silva fica em segundo, com 23% e Aécio Neves com 10%. Pastor Everaldo marca 1% e Eduardo Jorge, Zé Maria, Rui Costa Pimenta, Eymael, Levy Fidelix, Luciana Genro e Mauro Iasi não pontuaram. Os eleitores que afirmam votar em Nenhum/branco/nulo somam 3%, assim como os que não sabem ou não responderam também são 3%.

Os advogados da coligação “Todos pelo Maranhão”, em defesa de Flávio Dino, já acionaram a Polícia Federal para identificar a origem de uma falsa certidão que circula nas redes sociais sobre a candidatura.

A dois dias da eleição, uma onda de boataria criada a partir de declarações do candidato Edinho Lobão passou a circular nas redes sociais. Entre elas, uma imagem que simula uma certidão do Tribunal Superior Eleitoral e que possui graves erros de português.

O crime é de falsificação de documentos públicos, previsto no Código Penal no art. 297. A pena para esse crime é de prisão de 2 a 6 anos e multa. A Polícia Federal já foi acionada e deve averiguar a origem da falsificação do documento.

A candidatura de Flávio Dino está deferida e apta, de acordo com o sistema do Tribunal Superior Eleitoral (veja anexo).
 

 
O presidente do Tribunal de Contas do Estado, Edmar Cutrim, protocolou, no final da manhã desta sexta-feira, denúncia,  com pedido de investigação, contra a governadora Roseana Sarney por invasão de domicílio e escuta clandestina de telefone.

Segundo Cutrim, a invasão e o grampo “não é uma atitude que se espera de uma pessoa que deveria zelar pela coisa certa, que deveria ter uma outra conduta”. Conforme o presidente do TCE-MA, “Roseana autorizou a segurança dela invasão a fazer a gravação”

Ao ser cobrado pelos jornalistas sobre o vídeo da invasão, o presidente do Tribunal de Contas afirmou que há imagens feitas pelo circuito interno de segurança e que serão divulgadas no momento oportuno. Cutrim disse ainda que não teme retaliação: “Só temo a Deus”, afirmou.
Edmar Cutrim relatou que a governadora Roseana invadiu sua casa na quarta-feira (01) “de forma brutal, sem convite” à sua procura, ignorou a segurança e promoveu revista nos cômodos e lá ficaram por duas horas à sua espera.

Ele relatou que a governadora Roseana, acompanhada do marido Jorge Murad e coronel Vieira, segurança particular, invadiram sua residência e lá ficaram por mais de duas horas esperando por ele e revirando os cômodos, como se fosse uma operação policial.

    

 
A campanha eleitoral chega ao seu final com todos os institutos de pesquisas apontado vitória folgada do candidato da coligação Todos pelo Maranhão (PCdoB, PDT, PSDB, PSB, PROS, SDD, PPS, PP, PTC) no primeiro turno. Amostragem, Exata, Data M e até o IBOPE/TV Mirante, atestam o fosso que separa as candidaturas de Flávio Dino e Edinho Lobão.

Com exceção do IBOPE que aferiu uma diferença de 17 pontos percentuais para Flávio Dino, os demais institutos revelam uma vantagem de 30 pontos percentuais de Dino sobre Edinho e com perspectiva de crescimento ainda mais nesta reta final das eleições 2014.

Edinho contava com IBOPE para tentar injetar ânimo nos seus aliados, mas diante da performance pífia do candidato na pesquisa e ao longo de toda campanha, uma boa parte dos prefeitos e lideranças políticas do interior do estado mudaram para Flávio Dino e largaram o candidato pelo caminho.

É notória a discrepância entre as pesquisas realizadas pelo Amostragem, Exata e Data M em relação a pesquisa do IBOPE, mas ainda assim Flávio vence folgado com 59 por cento dos votos válidos, contra apenas 38 de Edinho Lobão.

A esperança da coligação Pra Frente Maranhão levar a eleição para o segundo turno, após os números do IBOPE, deu lugar à certeza de que o pleito será decido neste domingo, 5 de outubro, data que ficará na história como o dia em que o povo do Maranhão sepultou a última oligarquia remanescente do país.     

 

 

 
Jornal Pequeno

A coligação “Todos pelo Maranhão” deu entrada na tarde desta quinta (02) em uma ação de Investigação pela Justiça Eleitoral sobre abuso de poder político que pode estar sendo praticado por Roseana Sarney, Lobão Filho, Gastão Vieira e Arnaldo Melo – todos do PMDB. A base para a denúncia foi o áudio revelado com exclusividade pelo Jornal Pequeno no último domingo.

No áudio, secretários do Governo de Roseana Sarney utilizam uma reunião oficial de Governo realizada no Palácio dos Leões para definir estratégias para tentar reverter o baixo índice de Lobão Filho nas pesquisas. Entre as táticas apontadas pelo grupo de secretários estão compra de votos e abuso de poder político – aliciando prefeitos e funcionários públicos a fazer campanha pró-Lobão Filho.
No pedido de investigação encaminhado ao Tribunal Regional Eleitoral, a coligação “Todos pelo Maranhão” pede que os denunciados sejam ouvidos pela Justiça para averiguar a inelegibilidade e a eventual cassação de mandato de todos eles por prática de crime eleitoral e conduta vedada.

Além do áudio, que é a prova mais grave apresentado pela coligação, foram elencados também casos anteriores acompanhados durante a eleição. O uso de estrutura pública para a promoção de eventos partidários, a declaração de apoio e pedido de voto em eventos oficiais do Governo do Estado e celebração de convênios que juntos somam o valor de R$ 250 milhões.
“Roseana tem praticado condutas vedadas permitindo abuso de poder político em benefício de seus candidatos,” diz a petição protocolada ontem. Roseana já foi denunciado em 2010 por abuso de poder político. A Procuradoria Geral da República reconheceu a compra de apoio político feita com recursos públicos em 2010 e pediu a cassação do mandato de Roseana Sarney em agosto de 2013.

O áudio revelado com exclusividade pelo Jornal Pequeno no último domingo revela que a prática pode estar se repetindo também em 2014, com indícios de abuso de poder político. Na petição, os advogados da coligação “Todos pelo Maranhão” apontam os graves crimes:
“(1) o uso de servidores públicos da Educação, bancados pelos cofres públicos, nas campanhas; (2) desvio de finalidade convênios estaduais para beneficiar candidaturas; e (3) cobrar apoio eleitoral de beneficiários de programas governamentais.”

E continua: “(1) o Palácio dos Leões foi usado o tempo inteiro como uma espécie de comitê de campanha dos CANDIDATOS REPRESENTADOS; (2) desvio de finalidade convênios estaduais para beneficiar candidaturas; (3) valores dos convênios serviram para custear gastos de campanha; (4) cessão de servidores públicos efetivos e comissionados e mesmo os terceirizados para a campanha.”

O caso passará a ser investigado pelo Ministério Público Eleitoral e pela Justiça Eleitoral nos próximos dias.
Sergio Castro/EstadãoLeonencio Nossa, enviado especial a Conceição do Lago Açu (MA), e Fabio Brandt, enviado especial a São Luís (MA) - O Estado de S. Paulo

Motociclistas abastecem de graça em Conceição de Lago Açu
Perdida numa região de planície baixa e terras alagadas boa parte do ano, a cidade de Conceição do Lago Açu, a 365 quilômetros de São Luís, viu nestas eleições o voto ganhar novo valor. Com poucas estradas pavimentadas, mas uma frota de motocicletas que, em pouco tempo, aposentou jegues e carroças, o município é testemunha da troca das tradicionais “quentinhas” por garrafas PET com gasolina no vale-tudo da disputa política. 

A prática da compra de votos é o que não mudou na realidade da Baixada Maranhense. Na tarde da última quarta-feira, 1, o Estado presenciou a campanha de Edison Lobão Filho (PMDB) ao governo do Maranhão trocar gasolina pelo apoio de eleitores.

Numa sequência fotográfica, a reportagem registrou, durante três horas, os organizadores da visita do candidato à cidade encherem garrafas de combustível e distribuírem o combustível para mais de 400 proprietários de motocicletas. Em troca, eles estamparam adesivos do peemedebista e da candidata do partido a deputada estadual Andrea Murad na lataria, acompanharam os políticos numa carreata e fizeram um buzinaço que se estendeu até a noite pelas ruas do centro do município de 14 mil moradores, sendo nove mil com direito a voto. 

‘Do meu bolso’. O combustível foi distribuído num sítio a poucos quilômetros do centro da cidade. Um caminhão contratado pela prefeita Marly Sousa (PSD), do grupo de Ricardo Murad, secretário estadual de Saúde e pai de Andrea, estacionou no lugar com dois tanques de gasolina. Os motoqueiros fizeram uma fila para ganhar uma garrafa de 2,5 litros de gasolina ou encher o tanque do veículo. Marly disse que organizou o evento com recursos próprios. “Gastei R$ 15 mil, incluindo a cerveja e o refrigerante”, relatou a prefeita ao Estado. Ela protege Lobão Filho. “Tudo do meu bolso. O candidato é do meu grupo, não gastou um centavo com a gasolina.”

A campanha de Edison Lobão Filho respondeu, por meio de sua assessoria, que “não reconhece” os aliados que distribuem combustível e notas que funcionam como vouchers. “A campanha não tem controle sobre ações de pessoas que, eventualmente, participam de carreatas”, afirmou a assessoria.

Ex-pescadora, Marly ainda pagou cinco ônibus para recrutar “amigos” nos povoados de Matinha e Olho D’água. A irmã dela, Lindalva, que preside a Colônia de Pescadores, convocou os associados. São 2.400 que recebem o benefício do defeso, diz orgulhosa Marly. A carreata foi puxada por dezenas de Hilux e três carros de som trazidos de São Luís pela campanha de Lobão Filho. Os motoqueiros e mototaxistas vieram atrás, fazendo buzinaço, como ficou acordado na distribuição de gasolina.

Boas-vindas. Logo depois, no começo da noite, em Lago Verde, cidade de 15 mil habitantes, a 50 quilômetros, Lobão Filho foi recepcionado por 300 motoqueiros e mototaxistas que o aguardavam no sítio do finado Chico Lera, o ex-vereador Francisco Ferreira Lima, um ex-chefe político do interior do município. A organização do evento foi feita pelo neto dele, Eduardo Lima Camelo, de 31 anos, que pretende disputar a eleição para vereador. “Quem está ajudando o meu povo é o Alex Almeida, filho do prefeito Raimundo Almeida (PP)”, conta, com naturalidade. “Eu apresentei um cadastro com o nome de 300 pessoas que puderam abastecer a moto no posto da cidade. A maioria é mototaxista.” 

Notas fiscais. O Estado teve acesso a duas notas fiscais do Auto Posto Liderança Ltda., situado na cidade de Imperatriz, que teriam sido dadas a eleitores para que eles trocassem por combustível no posto de gasolina. Esse método, também foi empregado na campanha em São Luís, segundo cabos eleitorais da campanha de Lobão Filho. Um cabo eleitoral no comitê de Andrea Murad, que não quis ser identificado, relatou que a distribuição de notas havia sido interrompida e que, naquele momento, a gasolina só era paga “pela amizade ou quando vai fazer as carreatas”, mas que em outro comitê de Lobão Filho a benesse poderia ser obtida.
Design de NewWpThemes