10 de mai de 2014

Diante da forte chuva que cai em São Luís desde a tarde deste sábado, 10, o prefeito Edivaldo determinou força tarefa das Secretarias de Governo, Assistência Social, Segurança com Cidadania, Saúde, Serviços, Obras Públicas e de Trânsito e Transporte e Educação para prestar total assistência às famílias dos bairros atingidos por alagamentos.

As Vilas Apaco e Militar foram as mais atingidas. A prefeitura já providenciou a remoção de quatro famílias da Vila Militar e disponibilizou unidade de ensino da região para abrigar os moradores da Apaco. 

A Secretaria de Assistência Social já providenciou colchonetes, cestas básicas e água para atender os desabrigados.

No Coroadinho e Cohatrac também houve alagamentos em parte das ruas.

A Defesa Civil municipal monitora as principais ocorrências e orienta a população residente em áreas de risco a deixar os locais em face da intensidade da chuva.

As ações emergenciais estão sendo adotadas também em parceria com as Secretarias de Segurança e de Assistência Social do Estado.
Lideranças do PSDB da capital e interior do estado oficializaram nesta sexta-feira (9) o apoio à pré-candidatura de Flávio Dino (PCdoB) a governador do Maranhão. O ato reflete mais uma vez a força da oposição para as eleições de 2014 em reunir diversos partidos políticos em busca da renovação política no Maranhão.

Uma das primeiras palavras de apoio a Flávio Dino veio do prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, que destacou a importância da continuidade dos programas sociais na luta pela igualdade social no estado e a necessidade de mudança política no estado. “Eu só estou nas batalhas que eu acredito, com o coração e a alma. Assumo o compromisso de apoiar Flávio Dino e estou aqui porque acredito em um Maranhão governado por Flávio Dino, onde os recursos estejam disponíveis para os mais humildes. Conte com o PSDB junto pela sua vitória”, declarou.

Durante o ato de apoio do PSDB, foi apresentado o nome do pré-candidato a vice-governador pela oposição. O deputado federal Carlos Brandão, apresentado para integrar a vaga, defendeu a escolha do partido pelo nome de Flávio Dino pela trajetória de vida e política. “Flávio Dino é o melhor caminho para a verdadeira mudança no Maranhão. Ele tem uma bela história no judiciário e na política. Eu quero contribuir para mudar essa história. Hoje o PSDB e o PCdoB dão as mãos para mudar o Maranhão”, frisou.

Neto Evangelista, deputado estadual, também defendeu a união da oposição. “A partir de agora sou Flávio Dino, contem comigo para levar o nome dele em cada canto que eu for”, disse. Outras lideranças do PSDB utilizaram o discurso de renovação política no estado como norteador das ações em prol da pré-candidatura de Dino. Gardênia Gonçalves e João Castelo também reiteraram o apoio a Dino e a necessidade de união da oposição. Apoio também dos deputados federais Pinto Itamaraty e Helio Santos, e do vereador José Joaquim, todos presentes no evento.

Durante o discurso, Flávio Dino reforçou a união da oposição no Maranhão e o compromisso com a população do estado. “Não vamos nos dispersar, esse é o convite que faço ao PSDB. Estamos prontos para receber todas as contribuições do PSDB para o desenvolvimento do Maranhão. Exalto aqui a generosidade dos companheiros Dutra, Eliziane e o PDT que reconheceram a importância do PSDB para fortalecer a luta pelo Maranhão”, considerou.
O uso indiscriminado do Palácio dos Leões para promover encontros eleitorais em prol do pré-candidato Edinho Lobão foi denunciado esta semana ao Supremo Tribunal Federal. Segundo o artigo 73 da Lei das Eleições, esse tipo de uso configura conduta vedada. Isto porque o uso de bens públicos para promoção de candidaturas é expressamente proibido pelas leis e pelas resoluções da Justiça Eleitoral.

Os casos vêm acontecendo ao longo do último mês, quando a assessoria do pré-candidato e jornais ligados a sua pré-candidatura dão ampla divulgação a seus encontros políticos dentro do Palácio dos Leões. Todo o material faz questão de registrar que Edinho tem tratado de sua pré-candidatura.

Segundo os advogados do deputado federal Simplício Araújo (SDD), autor da denúncia, o Palácio dos Leões tem sido uma “espécie de comitê de pré-campanha”, com uso não apenas de salas, mas de servidores públicos, linhas telefônicas, materiais de expediente, entre outros.

O fato configura certamente mais uma conduta de Edinho Lobão em desrespeito às leis. Mas, após a denúncia de Simplício Araújo, Roseana Sarney e o PMDB poderão pagar multa que varia entre R% 5 mil e R$ 106 mil por ter abusado do patrimônio público.
Após oito anos de espera, os agentes comunitários de saúde e combate as endemias tiveram a felicidade de ver o Plenário da Câmara dos Deputados aprovar por unanimidade proposta que fixa em R$ 1.014 o piso salarial nacional. Reajustes anuais também são previstos no texto aprovado por um parecer do deputado Domingos Dutra (SDD-MA) ao Projeto de Lei 7495/06, do Senado.

Eu espero que o Senado aprove o meu substitutivo urgentemente e que a presidenta Dilma sancione o piso salarial em homenagem aos agentes comunitários de saúde e combate as endemias, mas, sobretudo, em benefício dos 130 milhões de brasileiros que são assistidos preventivamente por essas duas categorias. É nestas horas quando se beneficia tantos brasileiros humildes que nos convencemos de que vale a pena ser político neste país”, comemorou o deputado Dutra.

O projeto original de 2006 e os outros 19 apensos começaram a ser discutidos em 2011 e teve por relator o deputado Domingos Dutra (SDD-MA), na comissão especial criada para analisar a questão. De acordo com o parlamentar, o piso salarial não representará aumento de custos para a União. “Hoje, o governo federal já faz o repasse às prefeituras desse montante de 1,4 salário, só que isso é feito por portaria ministerial. Então esse projeto dará segurança jurídica aos agentes”, destacou o deputado.

Dutra aceitou emendas dos deputados Andre Moura (PSC-SE) e Leonardo Gadelha (PSC-PB). Além de fixarem o piso, as emendas preveem, a partir de 2015, aumento real equivalente à variação positiva do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes. Os valores também serão corrigidos anualmente pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Atualmente não há um valor mínimo para a remuneração, mas o governo federal repassa por meio de portaria ministerial R$ 1.014 por mês aos municípios por cada agente comunitário. Para o relator, cerca de 50% das prefeituras não repassam o valor que é transferido integralmente pela União aos profissionais, porque utilizam parte dos recursos para pagar encargos trabalhistas.

“Hoje a maioria dos prefeitos não repassa aos agentes a totalidade desses R$ 1.014 pagos pela União. Eles tiram desse dinheiro a contribuição do empregador e a do empregado e só repassam um salário mínimo. Esse repasse não é piso, é um incentivo.”, acrescentou.

Centenas de agentes comunitários lotaram as galerias e cantaram o hino nacional após a aprovação do texto. “Essa é uma noite histórica. Esta Casa sabe das dificuldades para passar essa matéria, há oito anos tramitando no Congresso Nacional. Mas valeu a pena a paciência e a perseverança. Quantas vezes tivemos que avançar e recuar para construir esse belo painel”, disse o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN).
A matéria aprovada por todos os parlamentares deve retornar ao Senado devido às mudanças feitas pela Câmara.

9 de mai de 2014

Edivaldo garante saneamento para região Itaqui-Bacanga
Seguindo a determinação do prefeito Edivaldo, as obras do Programa Bacia do Bacanga estão garantindo melhoria da qualidade de vida de mais de 200 mil pessoas que moram na região Itaqui-Bacanga. Entre as ações de grande destaque na área está a construção e ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário da margem esquerda do Itaqui-Bacanga e a ampliação e recuperação do Canal do Rio das Bicas.

 “O programa reflete a preocupação da nossa gestão com o desenvolvimento econômico da área, com a criação de novas oportunidades de trabalho. Buscamos promover melhorias do sistema de abastecimento de água para universalização do serviço, melhorias urbanas ambientais, implantação de equipamentos urbanos para lazer, saúde e cultura, entre outras ações”, afirmou o prefeito.

O Sistema de Esgotamento Sanitário corresponde a aproximadamente 70 km de rede de esgoto e 13 estações elevatórias que permitirão a ligação de mais de 31 mil unidades habitacionais. O titular da Secretaria de Projetos Especiais (Sempe), Gustavo Marques, explicou que a melhoria dos serviços públicos é uma das características do Programa Bacia do Bacanga.

“Essa é uma das maiores ações sanitárias já realizadas pela Prefeitura, e, por isso, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior está de parabéns, porque está sempre buscando efetivar ações de infraestrutura que, no caso dessa obra, deve beneficiar 31 mil famílias em 30 bairros do eixo Itaqui-Bacanga”, ressaltou o titular da Sempe.

Como forma de ampliar a visibilidade e transparência das ações, a Prefeitura fez uma exposição do andamento das obras durante esta semana para membros da Associação Comercial do Maranhão. O secretário Gustavo Marques detalhou o andamento das várias obras previstas no programa e o impacto para a comunidade.

Ele destacou que a ampliação e recuperação do Canal do Rio das Bicas está com 75% dos serviços concluídos. A obra compreende o trecho entre a Rua São Pedro e a Avenida Vicente Queiroga, totalizando cerca de 2 km de extensão. Será realizada a implantação de galerias tubulares de concreto armado e de demais dispositivos de microdrenagem, beneficiando todo o Polo do Coroadinho e da Salinas do Sacavém.

Na ocasião, foram detalhados os projetos executivos de urbanização, com a construção de espaços públicos e equipamentos comunitários. Estão previstas seis praças, um parque urbano e um calçadão, beneficiando uma população de aproximadamente 15 mil pessoas dos bairros Sá Viana, Jambeiro e Piancó.

Outra ação de extrema importância já em curso é o monitoramento da qualidade da água do Lago do Bacanga. O sistema funciona como subsídio analítico para acompanhamento dos impactos ambientais positivos e negativos desenvolvidos ao longo da bacia hidrográfica, beneficiando 200 mil habitantes.

Gustavo Marques lembrou ainda de obras com impacto na urbanização da área como a construção da Praça do CEU do Coroado, pavimentação de vias e a discussão sobre as vocações econômicas da região. “Certamente a atividade portuária é uma das possibilidade de crescimento que a cidade deve investir, porque São Luís apresenta sinais claros de potencial para fazer dessa atividade uma fonte de crescimento econômico que irá beneficiar a população”, afirmou.

SOBRE O PROGRAMA
O Programa de Recuperação Ambiental e Melhoria da Qualidade de Vida da Bacia do Bacanga é fruto de parceria da Prefeitura de São Luís com o Banco Mundial e está sendo executado através da Secretaria de Projetos Especiais (Sempe). Na sua criação, o programa foi dividido em três componentes baseados em princípios de sustentabilidade socioambiental de forma a garantir a melhoria dos serviços públicos prestados aos moradores da região.

O componente 1 trata do Desenvolvimento Econômico Local e Fortalecimento da Gestão Municipal, que visa à ampliação da inserção econômica e social da população mais carente. O componente 2 trata sobre Água e Saneamento e tem como objetivo a ampliação e melhorias do sistema de esgotamento e abastecimento de água para universalização do serviço. O componente 3 trata de Melhorias Urbanas Ambientais e, além de melhorias na infraestrutura, contribuirá para o ordenamento do uso do solo e regularização fundiária.
O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves, pré-candidato a presidência da República, em ato público realizado na tarde desta sexta-feira, no Centro de Convenções de Hotel Luzeiros, sacramentou a aliança do partido com PCdoB e anunciou oficialmente a indicação do deputado Carlos Brandão como candidato a vice-governador na chapa de Flávio Dino.

Aécio chegou ao local da festa de adesão acompanhado de Flávio Dino, do presidente estadual da legenda no Maranhão, deputado Carlos Brandão, e do prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira. Antes do ato público concedeu entrevista coletiva quando reafirmou a presença dos tucanos no palanque da oposição e aproveitou para deixar claro que os tucanos fizeram acordo para apresentar apenas o candidato a vice.

“Em primeiro lugar eu queria dizer de minha alegria de está aqui hoje mais uma vez para um momento político de extrema importância para o Maranhão. Nós estamos aqui de forma clara, transparente, é o conjunto do PSDB trazendo o nosso apoio à candidatura de Flávio Dino ao governo do estado e incorporando nesse esforço o companheiro Brandão, que estará ao lado de Dino como candidato a vice-governador”, afirmou.

Aécio ressaltou que para ele, como candidato a presidência da República tem uma questão que é fundamental: “É o perfil dos candidatos que nós apoiamos e é com alegria enorme que estou trazendo aqui o apoio oficial, como presidente nacional do PSDB,  a um homem íntegro, preparado, talvez um dos mais qualificados candidatos ao governo que nós teremos nesta eleição em todo o país e o Maranhão merece uma aliança em favor do seu futuro, da diminuição das desigualdades, em favor da ética na vida pública, sobretudo em favor de avanços sociais”, defendeu.

O presidente nacional do PSDB afirmou que as negociações para ter os tucanos no palanque da oposição no Maranhão ocorreram sempre em alto nível e que desde o início destas conversas houve o envolvendo todo o partido. “Nós estamos juntos num projeto que visa muito mais que buscar a vitória daquele partido ou derrota daquele grupo, nós queremos construir um tempo novo, um governo novo, ousado e eficiente no Maranhão e eu estou muito feliz em dizer que o PSDB está unido e ao lado de Flávio Dino para ter uma grande vitória”, enfatizou.

Senado- Ao responder uma pergunta se o PSDB iria brigar pela vaga de senador na chapa, Aécio Neves foi muito claro, mesmo estando ao lado do ex-prefeito João Castelo: “O que nós estamos fazendo hoje aqui é consagrando o entendimento para que o PSDB participe com a candidatura a vice governador. Essa é a decisão tomada pelo partido, não há nenhuma outra discussão. Se tiver será tratada no tempo oportuno, mas o que o que nós estamos consagrando aqui é a aliança do PSDB com a candidatura de Flávio Dino e a nossa participação na chapa. Até porque isso é fruto de uma negociação, de um entendimento, feito em altíssimo nível, buscando respeitar até pontos de vistas diferentes sobre essa ou aquela questão, mas tendo como ponto de convergência o interesse do Maranhão”, ressaltou.

Em relação as pesquisas, que o colocam em segundo na corrida presidencial, Aécio avaliou que neste momento eleitoral elas existem para todos os gostos e observou que ontem, o Data Folha publicou uma pesquisa nacional onde há um crescimento muito vigoroso de sua candidatura. “Não há ainda um envolvimento da sociedade como um todo, mas no momento que o debate começar, o contraditório poder ser feito, ai sim nós vamos ter um resultado eleitoral mais próximos daquele que será o resultado final das eleições”.

Aécio Neves defendeu ainda a candidatura do ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos com quem disse possuir relação de amizade há mais de 20 anos e criticou a tentativa do PT em tentar atrapalhar a pretensão de Campos e Marina.  Para Neves, é  importante que Eduardo possa defender suas ideias,  fazer a sua pregação.

“É natural que tenhamos divergências, mas isso é saudável, nós não devemos temer ou debater essas divergências, como não podemos temer as nossas convergências quando elas ocorrerem e elas existem em favor do Brasil, portanto eu respeito muito a candidatura de Eduardo”.

O presidenciável disse ainda que sua grande meta é encerrar o ciclo de governos petistas e que para isso vai apresentar propostas muito bem acabadas em todas as áreas. “Eu quero reafirmar aquilo que tenho dito no Congresso Nacional. Tenho críticas importantes de várias ações do governo, mas eu tenho o reconhecimento para quilo que são conquistas da sociedade sejam mantidas. Eu apresentei já alguns meses no Senado uma proposta que transforma o Bolsa Família, que teve origem no PSDB, com o Bolsa Escola e o Bolsa Alimentação, depois corretamente unificado pelo governo Lula no Bolsa Família, que o transforma em política de Estado, incorpora o Bolsa Família  à Lei Orgânica da Assistência Social”, enfatizou.

Quanto a sua relação de amizade com o senador José Sarney, Aécio Neves advertiu que tem uma relação pessoal com ele que vem desde aquele momento dramático da política brasileira em que substituiu seu avô Tancredo Neves na presidência da República. “Eu sei perfeitamente separar as relações pessoais  das relações políticas. Hoje o PSDB e Aécio Neves, no Maranhão, são Flávio Dino da cabeça aos pés”, concluiu. 
Vereadores e lideranças políticas de Bacabeira, Bequimão, Rosário, Turiaçu e Zé Doca visitam pré-candidato em São Luís para declarar apoio

Lideranças de Bequimão manfestam apoio ao pré-candidato  Flávio Dino
Esta semana, o pré-candidato a governador do estado, Flávio Dino, e o deputado estadual, Othelino Neto, ambos do PCdoB, se reuniram com lideranças de Rosário, Bequimão, Turiaçu, Zé Doca e Bacabeira. Durante os encontros, foram apresentadas as realidades dos municípios e reafirmado o apoio ao projeto de mudança no Maranhão. 

O deputado estadual Othelino Neto, que acompanhou as reuniões com Flávio Dino, apontou que o desejo da população pelo desenvolvimento social e econômico reflete na opção política de lideranças das regiões. “O que está acontecendo é que os políticos estão vendo o que a população está sinalizando e estão se solidarizando a essa luta. O desejo de mudança se espalha pelo Maranhão e os políticos estão indo de acordo com esse ambiente de mudança que está dominando o Maranhão todo”, considerou.

Em visita a São Luís, o vereador de quarto mandato na cidade de Rosário, Pedrosa Necó (PSB), reforçou o apoio a Flávio Dino por ele representar o desejo da população. “Viemos trazer nosso abraço e dizer que estamos juntos nesse processo de mudança, pois acreditamos no projeto em prol do estado e de Rosário”, declarou. Do mesmo município, o vereador Carlos do Remédio (SDD) defendeu que o apoio ao nome de Flávio Dino para Governo do Estado está marcado pela oportunidade “de mudança, renovação e esperança que renasceu novamente”.

Ex-prefeito de Bequimão, Antônio Diniz (PDT), aposta no nome de Flávio pelas propostas apresentadas para o Maranhão. “Dentro da visão política que temos hoje, viemos externar o apoio político a Flávio Dino tendo em vista as propostas dele para o estado do Maranhão. Achamos que hoje é o melhor nome, que reúne condições adequadas para defender o povo do Maranhão”, assegurou. Acompanhando o ex-prefeito, o vereador Sassá (PDT) apresentou as prioridades do município. Entre elas, a construção da ponte que liga o município de Bequimão a Central e providências para assegurar mais segurança aos moradores da cidade.

Trazendo sugestões para contemplar Turiaçu, o vereador Axinho Juçara (PPS), pediu por providências na única escola do município, que apresenta problemas de infraestrutura, com falhas no telhado, quadros com problemas de estrutura, cadeiras quebradas e com o muro da quadra que está caído. “O hospital, o Governo ficou de inaugurar ano passado. Eles estão fazendo esse hospital há quatro anos e até agora não inaugura e ninguém sabe de nada”, retratou.

Manifestações de apoio ao projeto da mudança também de Junior Luna (Zé Doca) e Gilvan Luna (Bacabeira), que defendem o histórico de Flávio Dino como determinante para credenciá-lo enquanto candidato “preparado para governar o Maranhão e libertar o estado”.

O PSDB é mais um partido do campo da oposição à oligarquia Sarney que vai declarar hoje (9) apoio oficial ao pré-candidato ao governo do estado, ex-deputado Flávio Dino (PCdoB), líder absoluto em todas as pesquisas de opinião e detentor do menor índice de rejeição, segundo a última pesquisa do Instituto Exata, contratada pela TV Guará e divulgada na noite de quinta-feira.  

Aécio Neves (foto), presidenciável e líder dos tucanos, chega para por fim as especulações e plantações de falsas informações da mídia ligada ao Palácio dos Leões que quer a todo custo criar cizânia onde não existe. O PSDB fez um acordo com Flávio Dino para indicar o vice-governador na chapa, acordo esse fechado e sacramentado, não dando a menor margem para reabrir discussão.

Com a adesão do PSDB, a aliança que apoiará a candidatura de Flávio Dino já passa a contar com a participação de nove partidos, o que vai garantir o tempo necessário para o desenvolvimento da campanha na mídia eletrônica, ao contrário de pleitos anteriores quando o candidato da oligarquia ocupava praticamente o horário eleitoral no rádio e televisão, sufocando o representante da oposição.

Para fechar com chave de ouro a articulação que recolocou os tucanos no palanque da oposição, os dirigentes do partido no Maranhão organizaram uma grande festa para a tarde de hoje em frente ao Hotel Luzeiros, na praia de São Marcos, para receber o presidenciável Aécio Neves, que concederá entrevista coletiva, às 14h30, e em seguida participará do ato público para consolidar a entrada do PSDB na aliança que pretende sepultar a última oligarquia existente no país.  
   
JULIANA COISSI
FOLHA DE SÃO PAULO

O massacre no complexo prisional de Pedrinhas, em São Luís, evidenciou a crise do sistema carcerário do Maranhão e do país e expõe agora as deficiências da investigação policial.

De 60 presos mortos dentro das celas de Pedrinhas em 2013, a polícia não sabe o que ocorreu em pelo menos 38 casos (63% do total).

O governo Roseana Sarney (PMDB) informou à Justiça o andamento dos inquéritos, em documento obtido pela Folha. Em alguns casos, a Polícia Civil não sabe nem o nome correto da vítima.

Nos outros 22 inquéritos, a polícia identificou autores em nove casos. Os 13 restantes não são citados no material enviado à Justiça.

Após a revelação da crise em Pedrinhas, no começo deste ano, o complexo prisional se tornou símbolo da violência nas cadeias do Brasil.

Entidades internacionais entraram no circuito, cobrando do Brasil resultados nas apurações desses crimes.

O horror na prisão alcançou projeção internacional após a divulgação do nível da violência no local -retratado, por exemplo, em vídeo publicado pela Folha em que detentos registram a decapitação de outros presos.

Mais sete detentos morreram neste ano em Pedrinhas. A Procuradoria-Geral da República estuda se pedirá intervenção federal no Maranhão diante da situação.



Editoria de arte/folhapress

'LEI DO SILÊNCIO'

O levantamento dos casos é um resumo da Polícia Civil, de janeiro deste ano, sobre a situação dos inquéritos.

Dos 38 casos com autor "a esclarecer", 37 são de homicídio e um de morte acidental. Em todos, a polícia pede à Justiça mais prazo de apuração, mesmo para mortes ocorridas em janeiro de 2013.

A superintendente da Polícia Civil em São Luís, Katherine Lima, disse que a principal dificuldade para chegar aos assassinos de
Pedrinhas é a chamada "lei do silêncio".

"Os presos sempre falam que estavam dormindo, que não viram nada", afirmou.

A delegada também responsabilizou a Sejap (Secretaria da Justiça e da Administração Penitenciária) pela demora nos inquéritos.

"[A Sejap] demora a apresentar presos ou simplesmente não apresenta, não responde a pedidos dos delegados, não fornece imagens [internas de segurança]", disse.
A Sejap não se manifestou.




Para o defensor público Paulo Rodrigues da Costa, falta investimento para apurar crimes em presídios. "Como o efetivo policial é pequeno, já há deficiência para apurar crimes fora da prisão."
O índice de homicídios elucidados em Pedrinhas em 2013 (15% do total) está próximo ao de outras regiões do país, afirma Sérgio Adorno, coordenador do Núcleo de Estudos de Violência da USP.
Segundo Adorno, a falta de provas técnicas e a fragilidade dos testemunhos dificultam a solução dos casos. "Para o coletivo [social], o custo do crime parece baixo."
No Estado de São Paulo -que apresenta padrão de resolução um pouco acima da média das demais regiões do país-, o índice de elucidação de homicídios dolosos é de 38%, segundo o governo Geraldo Alckmin (PSDB).
Questionada, a polícia maranhense não respondeu sobre o índice geral de elucidação de homicídios no Estado.

8 de mai de 2014

Pesquisa TV Guará/Exata, divulgado nesta noite de quinta-feira, revela que se a eleição para governador fosse hoje, o ex-presidente da Embratur, Flávio Dino (PCdoB), venceria no primeiro turno. Segundo os números colhidos pelo Exata, Flávio Dino tem 56% da preferência do eleitorado contra apenas 23% do representante da oligarquia Sarney, Edinho Lobão, o “Edinho trinta” (PMDB)..      
As candidaturas alternativas de Antônio Pedrosa (PSOL) e Saulo Arcângelli (PSTU) obtiveram um 1% cada um. Todos os candidatos reunidos somam apenas 25%.  Votos brancos, nulos e de quem ainda não decidiu totalizaram 19%.
O curioso desta pesquisa é que 62% dos entrevistados disseram que ainda não sabem em quem irão votar para o Governo do Maranhão, apenas 23% dos eleitores já tomaram a decisão.
O levantamento também perguntou aos eleitores em quem eles não votariam de jeito nenhum. O senador Lobão Filho teve a maior rejeição, com 38%, seguida por  Flávio Dino, com 12%, Saulo Arcângelli 10% e Antônio Pedrosa 9%.
A primeira  pesquisa TV Guará/Exata foi realizada entre os dias 03 e 07 de maio. Foram ouvidos 2 mil eleitores em 45 municípios do Maranhão e devidamente registrada no Tribunal Regional Eleitoral e no Tribunal Superior Eleitoral. A margem de erro é de 2,5% para mais ou para menos.
Com informações do site da TV Guará


A Prefeitura de São Luís avança no cumprimento das ações de combate à violência contra crianças e adolescentes, público reconhecido como prioridade na gestão do prefeito Edivaldo. Para isso, o município está em fase de implantação da Plataforma Centros Urbanos (PCU) que estimula a redução das desigualdades que afetam esse público. Dentro dessa perspectiva, a Secretaria da Criança e Assistência Social (Semcas) debateu nesta quarta (7) e quinta-feira (8) a realização de um curso sobre a violência interpessoal contra crianças e adolescentes (foto).

O desenvolvimento do curso foi discutido pela equipe técnica da Semcas com Conselhos Tutelares (CTs) e representantes do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) no Brasil. Durante o encontro, foram listadas as principais dificuldades no enfrentamento à violência contra crianças e adolescentes e apresentadas estratégias para desenvolvimento e aplicação através do curso.

Com a promoção do debate, o próximo passo será a elaboração do curso pela Fundação Oswaldo Cruz, em parceria com o Unicef. Como parte desse processo, as instituições irão analisar os atendimentos dos Conselhos Tutelares para elaboração do material didático e aplicação do curso.

Segundo a pesquisadora da Fundação Oswaldo Cruz, Suely Deslandes, das oito cidades que aderiram à Plataforma Centros Urbanos, apenas São Luís, Rio de Janeiro e Maceió passarão pelo curso porque, no entendimento do Unicef, têm uma demanda mais premente. “O foco do curso está nos Conselhos Tutelares, o que se dá por conta do papel estratégico que eles têm no processo de enfrentamento à violência contra crianças e adolescentes”, esclarece a pesquisadora.

A ação é uma articulação da comissão formada para a implantação do PCU em São Luís, que compreende, além da Semcas, as secretarias de Saúde (Semus) e Educação (Semed), além do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA). A adesão de São Luís à Plataforma é parte do fortalecimento da política de assistência social defendida pelo prefeito Edivaldo.

SOBRE O PCU - A Plataforma Centros Urbanos (PCU) é uma contribuição do Unicef na busca de um modelo de desenvolvimento inclusivo das grandes cidades. Ela estimula a redução das desigualdades que afetam as crianças e adolescentes, o que deve garantir maior acesso à educação de qualidade, saúde, proteção e oportunidade de participação. O mecanismo foi lançado no país em 2008, compreendendo apenas o Rio de Janeiro e São Paulo, sendo estendido para o Norte e Nordeste para o período entre 2013 e 2016.
Design de NewWpThemes