29 de abr de 2015

A Prefeitura Municipal de Caxias, em face de reportagem veiculada neste domingo na TV Record, esclarece que a Maternidade Carmosina Coutinho é responsável pelo atendimento de média e alta complexidade de 41 municípios, além dos sete que compõem a regional do leste maranhense, o que corresponde ao atendimento de um contingente populacional de aproximadamente 1,3 milhão de pessoas.

No período de 2009 a 2014, o Município de Caxias ficou sem receber os repasses pactuados com o Governo do Estado no valor aproximado de R$ 40 milhões. Tal montante é referente apenas à cobertura do atendimento dos sete municípios da regional que é composta pelos municípios Afonso Cunha, Aldeias Altas, Buriti, Caxias, Coelho Neto, Duque Bacelar e São João do Soter.

Caracterizada como maternidade de alto risco devido à complexidade dos casos que recebe diariamente, a Carmosina Coutinho realiza, em média, 300 partos por mês.

Apesar do contingente populacional que a maternidade atende, o último relatório técnico da Secretaria Municipal de Saúde de Caxias aponta que no período de um ano houve aumento no número de bebês nascidos vivos, saltando de 2.219 vivos em 2013 para 3.335 em 2014.

Os dados também atestam a diminuição da quantidade de óbitos na Maternidade Carmosina Coutinho nos últimos seis anos. Em 2009, ocorreram 234 óbitos (145 nenonatal, 87 fetal e dois materno) e em 2014, este número caiu para 195 óbitos (125 nenonatal, 66 fetal e quatro maternos).

O aumento do número de bebês nascidos vivos entre 2013 e 2014 na Maternidade Carmosina Coutinho e a consequente redução do número de óbitos neonatal e fetal nos últimos seis anos, são frutos positivos dos investimentos que a Prefeitura de Caxias tem feito nas ações de saúde oferecidas à população da regional. 

CONTRATAÇÕES

Nesta linha de atuação, a Prefeitura de Caxias tem investido na contratação de profissionais qualificados e novos equipamentos para a Maternidade Carmosina Coutinho. O hospital dispõe, atualmente, de dois plantonistas obstetras 24 horas/dia, dois neonatologistas 24/dia, sendo um na sala de parto e um na UTI neonatal de 11 leitos.

Ao todo, são quatro plantonistas médicos atuando durante 24 horas na assistência do binômio mãe-filho, com a presença também de médico prescritor na clínica obstétrica para a assistência à mulher.

 A maternidade possui, ainda, uma equipe de 11 enfermeiros lotados no banco de leite humano, na UTI neonatal, no centro obstétrico e na clínica médica. Técnicos de enfermagem, auxiliares operacionais, enfermeiro com especialidade em terapia intensiva e fisioterapeuta com especialidade em UTI neonatal também integram o corpo funcional do hospital.

INFRAESTRUTURA

No quesito infraestrutura, a Prefeitura Municipal de Caxias adquiriu insumos necessários para cateterismo umbilical exsangíneos realizado na maternidade e aguarda novos equipamentos para o Centro Obstétrico e UTI neonatal, os quais serão disponibilizados pela Secretaria Estadual de Saúde.

A Prefeitura Municipal de Caxias também tem investido na formação técnica da equipe multiprofissional da Maternidade Carmosina Coutinho. Este ano já foram oferecidos cursos de reanimação neonatal no Hospital Universitário da UFMA; oficina sobre Melhoria da Atenção Materna Neonatal e Controle de Infecção em Serviços de Saúde; capacitação dos profissionais no Sistema Horus – implementação com incorporação do Palivisumabe e capacitação de profissionais em cateterismo umbilical.

APOIO ESTADUAL

Outras providências estão em curso para aumentar a efetividade do atendimento na maternidade. Com apoio da Secretaria de Estado da Saúde e do Governador Flávio Dino, a Prefeitura de Caxias está implantando um plano de ação e atenção à mulher gestante para melhorar os índices de atendimento à parturiente.
Reações:

0 comentários :

Design de NewWpThemes