12 de out de 2013

QUE SEGREDOS ALUÍSIO MENDES GUARDA?

Não é de hoje que a incompetência do agente Aluísio Mendes, que ocupa o cargo de secretário de segurança do Estado, é visível. O Maranhão vive hoje o maior clima de insegurança pública em sua história. No entanto, apesar de tudo isso, Aluisio Mendes jamais foi sequer abalado ou cogitada sua substituição no comando da insegurança do Estado. Aluísio Mendes foi alçado ao cargo de secretário de segurança em função de sua estreita amizade com os membros da família Sarney, da qual sempre foi uma espécie de “segurança de luxo”.

Aluísio comanda e controla o sofisticado sistema se espionagem e interceptação de comunicações chamado  “guardião”, capaz de grampear, segundo especialistas, qualquer espécie de comunicação.  O deputado Raimundo Cutrin (PC do B), chegou a denunciar da tribuna da Assembléia que existe uma verdadeira rede de espionagem no Estado do Maranhão controlada diretamente da secretaria de segurança. Certamente Aluisio Mendes sabe segredos inconfessáveis da família Sarney para se segurar inabalável no cargo de secretário de segurança, e ainda alçar voos maiores, com sua campanha a deputado de deputado federal já nas ruas.

TORCIDA APAIXONADA

Mesmo disputando a 3ª divisão do futebol brasileiro, o clube do Sampaio Correa faz inveja aos gigantes da elite milionária da série A, quando se analisa a média de publico pagante por partida. Acreditando na volta à série B do Brasileirão depois de mais de 10 anos, a torcida da “Bolívia” tem comparecido em massa ao estádio. 

O Sampaio possui a segunda maior média de público da série C, com 16.429 pagantes, atrás apenas do Santa Cruz do Recife. Com essa média, o Sampaio supera gigantes da série A, como São Paulo, Fluminense, Botafogo, Vasco, Atlético Mineiro. Ficaria em 6º lugar em termos de público na 1ª divisão do Brasileirão.

Com a vitória de quarta-feira sobre o Rio Branco –AC, por 2 x 1, o Sampaio precisa agora apenas de um empate contra o Fortaleza no próximo domingo, para garantir sua sonhada volta à série B do futebol brasileiro.

PEDÁGIO CELESTIAL

O auto-intitulado missionário Valdemiro Santiago, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, não vive seus melhores dias. Em choroso e tristonho discurso, ele convocou seu batalhão de fiéis a bancarem uma vaquinha para arrecadar a bagatela de 21 milhões de reais para pagar o alto custo de aluguel de horários na televisão.

Na travessia do seu calvário financeiro, Santiago já teve de vender fazendas, gado, carros para bancar os custos de manutenção dos templos, mas parece que ainda está longe de conseguir a salvação.

NOIVO COBIÇADO

Diferente de 2010, o candidato Flávio Dino, do PC do B, será uma noiva cobiçadíssima pelo PT nacional nas eleições de 2014. Com a filiação da ex-senadora Marina Silva ao PSB, de Eduardo Campos, mudou totalmente o cenário da eleição presidencial. Agora, o PT fará de tudo para neutralizar Eduardo Campos e o PSB no Maranhão.

Grandes aliados de Flávio Dino em oposição á Oligarquia Sarney se abrigam no PSB de Campos, e este já declarou e demonstrou publicamente apoio a Flavio Dino nas eleições de 2014.  E agora, PT? Vai deixar de apoiar um candidato que aparece em todas as pesquisas na casa dos 60% de intenção de votos para governador? Se não apoiar Flávio Dino, Eduardo Campos vem sorrindo. Flávio está, por assim dizer, de stand by.

NOTAS PÍFIAS

O que mais irrita quando estoura uma crise nas instituições, como a desta semana, no
colapso na segurança pública, são as chamadas notas das entidades de classe. Geralmente vazias e destituídas de qualquer efeito prático, são recheadas de palavreado adjetivado.

A última nota da Associação dos Magistrados do Maranhão, é um belo exemplo disso. A nota diz que os doutores juízes, sob o comando de Gervásio Santos, “estão preocupados com o clima de insegurança de São Luís”. Pois muito bem, dr Gervásio, cabeças sendo decepadas a todo instante em Pedrinhas, São Luis paralisada, a população sitiada em suas casas, e você está “preocupado” com isso...? Não tinha coisa melhor para dizer, do que afirmar que essa carnificina lhe deixa preocupado? Durma-se com uma preocupação dessas...

PRESIDENCIÁVEIS

Aumenta a possibilidade de que pelo menos 3 presidenciáveis façam parte do palanque de Flávio Dino. Com apoio do PSB de Eduardo Campos e Marina Silva, com a proximidade do PSDB de Aécio Neves e fazendo parte do PCdoB, partido da base de apoio ao PT de Dilma Rousseff, Dino deve ter um palanque nacional amplo no Maranhão.

Segundo o pre-candidato do PCdoB ao governo do estado em 2014, a ideia é unir todas as forças possíveis contra o grupo que, em seu entendimento, atrasa o desenvolvimento do Maranhão.

DEBANDADA NO PMDB

Várias lideranças do PMDB no interior têm deixado a legenda por desistirem de apoiar o projeto do grupo Sarney, que tem perdido apoio popular.

Por conta das pesquisas que estão sendo divulgadas, lideranças do interior começam abandonam o barco governista.

23 PENITENCIÁRIAS?

Depois de decretar estado de emergência e dos números apontados por diversas entidades nacionais sobre o caos no sistema carcerário do Maranhão, o governo do estado decidiu agir e convocar a Força Nacional – ideia sugerida por deputados de oposição.

Os parlamentares que integram o bloco oposicionista lembram que o governo sempre dar um jeito de esconder que deixou de construir os 23 presídios prometidos nas eleições de 2010 por Roseana. Nenhum foi feito, licitado ou anunciado até o momento.
Secretário de Planejamento José Cursino expôs sobre o Orçamento para 2014

O orçamento do município de São Luís para o exercício financeiro de 2014 será de R$ 2,7 bilhões. O valor corresponde a R$ 200 milhões acima do orçamento de 2013. Mensagem neste sentido foi encaminhada pelo chefe do Executivo municipal, Edivaldo Holanda Júnior, na semana passada à Câmara Municipal de São Luís. A maior fatia do orçamento municipal de São Luís para o exercício de 2014 está reservada para a área da saúde. Serão R$ 638 mi dos R$ 2,7 bi.

Junto com o valor estimado do orçamento foi encaminhado ao Legislativo municipal o Projeto de Lei que institui o Plano Plurianual para o quadriênio 2014 – 2017. O plano fixa diretrizes, objetivos e metas para as despesas.

O PPA encaminhado pelo prefeito conta com 51 programas e 333 ações orientadas para alavancar o desenvolvimento do município. Serão priorizadas dez áreas de resultados: educação, saúde, desenvolvimento urbano e mobilidade, desenvolvimento socioeconômico, segurança pública, cultura e patrimônio histórico, turismo, esporte e lazer; meio ambiente, gestão pública e cidadania e participação. São áreas que agrupam as conquistas a serem alcançadas ao longo dos próximos quatro anos, perseguidas com afinco por determinação do prefeito Edivaldo Júnior.

A Lei Orçamentária Anual, LOA, é um destaque do PPA a ser cumprido em um dos anos do vigor do plano que deve gerar quatro leis anuais. Na prática, o PPA vai sendo executado através das LOAs. No segundo ano de gestão e primeiro com orçamento aprovado, houve uma mudança fundamental no PPA. O prefeito Edivaldo Holanda Júnior enfatizou o papel estratégico do Plano, valorizando-o como instrumento fundamental para enfrentar o desafio de tornar São Luís uma metrópole estruturada, atrativa e provedora de boa qualidade de vida. O objetivo é superar problemas urbanos de alta complexidade, além de históricas desigualdades sociais e econômicas.

Para o secretário municipal de Planejamento e Orçamento, José Cursino, a previsão da LOA 2014 é mais realista que as apresentadas até então. Por isso, o crescimento de receita previsto em relação à gestão anterior não chega a ser tão grande. No passado, muitas das dificuldades orçamentárias resultaram de frustrações em relação às receitas de transferência do governo federal para o município e empréstimos não fechados com bancos oficiais e de fomento.

“Não fizemos previsão tão mais otimista, por conta destes aspectos. Apresentamos um crescimento fruto da própria evolução da economia e também do aumento das eficiências do nosso trabalho. Isso tanto em termos arrecadatórios, como de captação de recursos junto ao governo federal e bancos oficiais”, esclarece o secretário de Planejamento e Orçamento.

Segundo o secretário José Cursino, é normal haver maior ênfase e consequente elevação de orçamento nos dois primeiros anos do PPA e desaceleração em algumas ações nos dois últimos de vigência do plano. São as previsões de receita que determinam os investimentos em determinadas áreas.

“Em quatro anos os cenários vão mudando. Então, quando elaboramos o PPA se considera um cenário com certas premissas. São essas que podem mudar ao longo do tempo. O orçamento reflete essas mudanças”, explica Cursino. Nestes casos, o gestor municipal poderá propor ao Legislativo uma modificação do próprio PPA. “Nós demos um caráter a esse PPA para que ele seja gerencial, pautado no enfoque estratégico. Uma outra novidade é que estamos atribuindo nele a responsabilização de pessoas por resultados. Por isso mesmo ele é gerencial”, afirma o secretário.

Testes neste sentido já estão sendo aplicados pela atual gestão, através de programa “Avança São Luís”, abrigado no PPA 2014 - 2017, embora tenha sido iniciado em 2013. As ações do “Avança São Luís” vão receber financiamento do novo PPA, assegurando assim sua continuidade. O Avança São Luís prevê para 2014 a entrega de cerca de 170 importantes produtos, distribuídos em todas as macrorregiões do município, como a construção de 10 escolas de ensino fundamental, 15 CRAS e mesmo número de CREAS; três UPAS; implantação do Programa Bacia do Bacanga e do Programa de Recuperação Viária, asfaltamento e pavimentação, além da construção de dois centros poliesportivos.

Construído no decorrer deste ano com forte participação interativa das unidades da administração municipal e social, por meio de cinco audiências públicas realizadas, o PPA estratégico tem como principal característica o estabelecimento de metas e indicadores de resultados. Os indicadores serão periodicamente mensurados. Ao iniciar quaisquer das ações de determinado programa do PPA gerencial os indicadores serão apresentados pelo órgão da área. Esse indicador será acompanhado em sua evolução ao longo do período de execução.
Na terça-feira, dia 08.10, o Ministério Público  do Tribunal de Contas do Estado, entrou definitivamente na briga pela vaga do conselheiro Yedo Lobão, que se aposenta semana que vem.

O procurador-geral, Douglas Paulo da Silva, encaminhou ao presidente do Tribunal de Contas, Edmar Cutrim ( na foto com Yedo Lobão), ofício em que comunica interesse em apresentar lista indicando membros do MPC para apreciação em plenário e posterior encaminhamento à governadora.

O pedido está nas mãos do presidente do TCE, Edmar Cutrim, que deverá submeter ao pleno para deliberação. O blog tentou entrar em contato com Cutrim, mas foi informado que ele está em viagem aos Estados Unidos.

A iniciativa do MPC promete desencadear uma briga de foice com a Assembleia Legislativa, que já marcou para o dia 16 próximo a eleição para escolher entre os deputados quem substituirá o conselheiro Yedo Lobão.  

Inércia

Nada atinge o comodismo político do governo Roseana Sarney. Os homens do governo parecem saber de alguma coisa que ninguém sabe, pois, de forma impressionante, nada os incomoda. Têm uma desculpa perfeita para tudo ou pouco se lhes dá o que ache ou deixe de achar a opinião pública. É um impressionante governo de erros, mas que faz questão de se manter acima dos erros, como se nenhuma culpa e mesmo responsabilidade lhe coubesse por nada do que acontece no Maranhão.

O Estado se tornou a prima-dona do noticiário nacional com notícias ruins que vão desde as aferições de uma calamidade social até a pantagruélica situação da própria governadora, subjudice, com a cabeça a prêmio no Tribunal Superior Eleitoral. Os indicadores sociais, a debilidade educacional, a espantosa criminalidade, denúncias de corrupção contra seus auxiliares, vexames em cima de vexames e o governo consegue manter uma aura intocável de anjo decaído à espera de que São Pedro lhe abra as portas novamente.

A inaptidão administrativa do governo atravessou agora as fronteiras do país. As cabeças decapitadas e o pânico vivido em São Luís estão na BBC de Londres, no New York Times, na imprensa mundial. Nenhum gesto. Nada que indique que o governo pelo menos se assustou. Nem sequer um delegado de segunda instância foi demitido ou ameaçado de demissão. O governo permanece imune aos acontecimentos, isento de culpas e de reações.

A opinião pública desaba sobre a cabeça dos governantes e eles valsam com a periferia distribuindo promessas e sensações itinerantes, sem tomar qualquer atitude que contenha o desamparo incontestável da população. O deputado federal Domingos Dutra pediu intervenção federal no Estado. Os deputados de oposição na Assembléia Legislativa, liderados por Rubens Júnior, devem fazer o mesmo nos primeiros dias da próxima semana, mas na há nada que faça o governo dar sinais de que pretende introduzir qualquer modificação nesse modo de administrar.

Qualquer governo a essas alturas dos acontecimentos já teria convocado a imprensa, proposto uma reforma administrativa, sinalizado com investimentos na área social, demitido secretários, remanejado delegados, criado alguma perspectiva de evolução que alcançasse a sociedade. Mas não faz nada. Até a presença da Força Nacional em São Luís foi iniciativa da oposição que fez questão de ignorar o governo do Estado e dirigir-se diretamente ao Ministério da Justiça.

A placidez, a letargia, a imobilidade, a inércia do governo diante dos acontecimentos é de causar espanto. O governo não modifica por nada seus movimentos, segue em linha reta acidentada, no rumo de coisa nenhuma, como um trem desgovernado que ninguém sabe onde vai parar. E freia de surpresa para que os passageiros se esborrachem no chão da incompetência, porque vem do próprio governo a incapacidade de promover qualquer alteração governamental.


No último mês, a Embratur, presidida por Flávio Dino, coordenou ações nos cinco continentes do mundo para intensificar a promoção do Brasil. Festival de cinema e gastronomia, promoção da Copa 2014, participação em feiras até do outro lado do mundo e incremento das ferramentas digitais estavam no cesto de promoção que o Instituto utilizou para seduzir, encantar e trazer o turista estrangeiro ao Brasil.

Setembro é o mês em que muitas pessoas escolhem os destinos turísticos e prepararam os roteiros das férias do verão que estão chegando.  Para auxiliar os turistas a definirem o que fazer nesses preciosos dias, a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) realizou uma série de ações de divulgação e promoção do Brasil em diversos países.
“Os países da América do Sul são mercados prioritários para a promoção turística do Brasil, pois só teremos 10 milhões de turistas estrangeiros quando recebermos 8 milhões de latino-americanos”, afirmou o presidente do Instituto, Flávio Dino.
Na Argentina, principal emissor de turistas ao país, a Embratur participou da FIT 2013 com um estande de 617,5 m²,  onde reuniu 44 co-expositores que puderem fazer novas relações comercias e apresentar novidades dos destinos e produtos turísticos.
Também na América do Sul, foi realizada a primeira edição do novo formato do Goal to Brasil. Bogotá, capital colombiana, recebeu a principal ação de promoção da Copa 2014 feita pela Embratur. Com foco nas relações comerciais, o Goal to Brasil Colômbia realizou cerca de 100 encontros com expectativa de geração de negócios de até US$ 1,5 millhão entre o trade brasileiro e colombiano.
As festas juninas foram alvo de divulgação da Embratur na Colômbia. O Goal to Brasil contou com a participação da quadrilha de Tocantins, Cafundó do Brejo, que mostrou aos colombianos toda a graça e a riqueza do festejo típico brasileiro.
Já no Uruguai, a Embratur esteve presente na VTN (Feira Internacional de Viajes, Turismo e Naciones), onde realizou seminários sobre as ferramentas de divulgação do Brasil. Além disso, o Instituto foi premiado, pela organização do evento, na categoria de “Melhor Ação Promocional”.
A Embratur teve importante participação também na 41ª ABAV – Feira de Turismo das Américas – que aconteceu no início de setembro em São Paulo. Além de trazer dezenas de profissionais de onze países para participar da feira, o Instituto aproveitou o espaço para apresentar ao trade as novas estratégias de promoção, ferramentas digitais e políticas de captação de eventos.
Outra importante ação durante a ABAV foi o lançamento do Catálogo Internacional de Parques Temáticos e Atrações Turísticas em parceria com o Sindepat, entidade que representa o sistema integrado de parques. “Em versões em inglês e espanhol, o catálogo cria mais uma oportunidade para novos negócios do segmento turístico brasileiro no exterior”, afirmou na ocasião do lançamento, o presidente Flávio Dino.
Ainda no segmento de ecoturismo, a Embratur participou da 7ª Conferência Mundial de Ecoturismo e Turismo Sustentável que a aconteceu em Nairobi, capital do Quênia, onde promoveu os destinos de ecoturismo e turismo de aventura brasileiros para  mais de 500 profissionais do trade internacional que estavam no evento. Em 2014, a 8ª edição da Conferência acontecerá em Bonito (MS) com apoio da Embratur.
Hemisfério Norte
A Embratur também atuou fortemente nos mercados norte-americano, europeus, japonês e russo durante o mês de setembro. Em Moscou, a Embratur liderou uma comitiva que participou da Leisure, umas das mais importante feiras de turismo da Rússia.
O evento é reconhecido por ser um importante momento de definição de roteiros para os russos fugirem do rigoroso inverno no país. A Rússia é o 6º maior emissor de turistas do mundo e, de acordo com a OMT (Organização Mundial de Turismo), os turistas russos estão em 5º lugar no ranking mundial de gastos no exterior.
Aproveitando a classificação da seleção japonesa para a Copa do Mundo de 2014, os países que compõem o bloco do Mercosul (Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Venezuela) participaram da JATA Travel Showcase 2013, em Tóquio.  A participação conjunta desses tem como objetivo unir esforços para atrair turistas de países de longas distâncias e que tenham dificuldades de acesso à América do Sul.
Já na Europa, a Embratur realizou roadshows na Alemanha para cerca de 180 profissionais do trade alemão com foco nos segmentos de Ecoturismo, Turismo de Aventura e Cultura. Na França, a participação na tradicional Top Resa, que está na 35ª edição, deu oportunidade para que os estados pudessem apresentar seus principais produtos e destinos turísticos aos franceses no estande da Embratur.
O segmento Luxo teve destaque nos Estados Unidos durante um roadshow para mais de 150 profissionais de Nova Iorque, Chicago e Los Angeles. A estratégia de participação do Instituto foi também apoiar a comercialização dos produtos vinculados aos associados da BLTA (Brazilian Luxury Travel Association), entidade representativa do segmento no Brasil.
Na área de promoção digital, foi lançada uma versão do game Brasil Quest para o  Facebook. O jogo promove as 12 cidades-sede da Copa do Mundo e já foi baixado por mais de 15 mil usuários. Os britânicos e norte-americanos representam 65% dos jogadores.
Ainda em setembro, a Embratur encerrou a licitação para as empresas que irão gerenciar os 13 Escritórios Brasileiros de Turismo no Exterior. Os EBTs serão instalados até novembro, na América do Sul, América do Norte, Europa e Ásia. As empresas vencedoras foram a Cunha Vaz Associados e a Promo Inteligência Turística.

11 de out de 2013

Para celebrar o aniversário de 17 anos de criação e o Dia das Crianças, comemorado neste sábado (12), O Hospital Municipal Odorico Amaral de Matos – Hospital da Criança (HC) - realizou na manhã desta sexta-feira (11) um café da manhã para servidores, pacientes e acompanhantes no pátio interno da unidade de saúde.

A criançada ficou atenta a uma apresentação de teatro e agitou-se com grupos de animadores e palhaços, que distraíram os meninos durante toda a manhã com brincadeiras. As crianças enfeitaram-se com a pintura do rosto e das mãos e ainda puderam ser presenteadas com brinquedos. O evento contou com cerca de 150 participantes.

Único em todo estado a realizar o atendimento infantil de urgência e emergência, o Hospital da Criança conta hoje com 77 leitos, número que deve ser ampliado a partir de reforma já prevista. Nos últimos nove meses, o HC teve escalas profissionais regularizadas, o que resultou na normalização da oferta de diversos serviços à sociedade.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Cesar Felix, a prioridade é proporcionar atendimento integral às crianças que chegam ao hospital. Para isso, foram tomadas medidas para acelerar o acolhimento. Após a triagem, a criança que não é classificada como emergência ou urgência é encaminhada ao apoio ambulatorial onde um pediatra realiza procedimentos necessários ao problema apresentado. Três médicos pediatras atendem simultaneamente na urgência/emergência, 24h. “Nós atendemos a todos. Nosso objetivo é minimizar o sofrimento dos pais que chegam aqui com os seus filhos. Por isso estamos investindo e já é visível a mudança no atendimento realizado”, ressalta Felix.

Duas novas enfermarias especializadas no atendimento de recém-nascidos prematuros foram criadas já este ano na Unidade de Saúde. O objetivo é evitar a infecção das crianças, mais suscetíveis nesta fase.

Para Lucimar Oliveira, do município de Monção, que está com seu filho de 8 meses  internado há 4 dias, o Hospital da Criança foi a única opção de atendimento. “Meu filho estava vomitando e com diarréia e o médico que procurei no meu município não resolveu o problema dele. Eu sou de baixa renda e não tinha condições de levá-lo a outro lugar. Daí, eu trouxe ele aqui pra São Luís e atenderam com rapidez”, relatou.

Wellington Silva, morador do bairro Anil, na capital, teve o filho de um ano e cinco meses internado no Hospital da Criança no início da semana por causa de uma infecção intestinal. “Não tive problemas para conseguir o atendimento. Ele foi internado logo e já está quase bom”, afirmou.

O Hospital da Criança conta hoje conta com cerca de 700 funcionários no quadro e realiza uma média de 500 atendimentos por dia em serviços especializados como neuropediatria, gastropediatria, endocrinologia pediátrica, cardiopediatria, fonoaudiologia, cirurgia entre outros.
Design de NewWpThemes