2 de mai de 2015

O governo do Maranhão investirá R$ 589,2 milhões para a recomposição salarial dos servidores da Segurança Pública até 2018. Conforme o planejamento, o ganho acumulado para a categoria nos próximos quatro anos será maior que o concedido nas gestões anteriores.

A Medida Provisória encaminhada à Assembleia Legislativa pelo governador Flávio Dino, no último dia 23 de abril, contempla servidores da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e também agentes do Sistema Penitenciário, com reajustes de 23,8% a 88% no acumulado para os próximos quatro anos.

Somente este ano, serão investidos R$ 134,6 milhões na readequação dos salários dos integrantes das forças policiais e do sistema penitenciário. Com esse reajuste, o Governo do Maranhão garante, logo nos primeiros meses de administração, aumentos superiores aos índices de inflação.

No caso dos servidores da Polícia Militar, o aumento já coloca a categoria no Maranhão como a segunda melhor remunerada entre os estados da Região Nordeste. A partir de maio, o subsídio pago aos soldados, antes de R$ 2.708,39, aumenta para R$ 3.237,57.  A recomposição salarial é de 19,5%.

Com essas ações de valorização dos servidores da Segurança Pública, os policiais militares aceitaram a propostas inicial e descartaram, na última quinta-feira (29), a possibilidade de greve, por tempo indeterminado.

Ações na Segurança

Fora a preocupação com a valorização salarial dos servidores, em menos de quatro meses, o governador Flávio Dino realizou uma série de ações para reestruturar o sistema de Segurança Pública do Maranhão e assegurar melhores condições de trabalho e reduzir os índices de criminalidade no Estado. Veja as principais:

 

1- Foram convocados mil candidatos excedentes do último concurso da Polícia Militar, que passaram por teste de aptidão física e estão realizando exames médicos e psicotécnicos (de 30 de abril a 3 de maio) para ingressar na Academia de Polícia, onde farão curso de formação. O curso de formação é mais uma fase do concurso e tem caráter eliminatório.

 

2- Foram convocados 66 novos policiais civis, entre delegados, escrivães, legistas.

 

3- Foi aprovada e sancionada a Lei de Organização Básica do Corpo de Bombeiros (LOB), que assegurou à corporação uma legislação moderna para garantir melhorias aos servidores do CBMMA.

 

4- Como reforço à Segurança Publica, o Sistema Penitenciário realizou processo seletivo para contratar cerca de 900 agentes. O seletivo vai ajudar temporariamente enquanto não é realizado concurso definitivo.
Reações:

0 comentários :

Design de NewWpThemes