18 de dez de 2013

A intransigência do governo do Estado em não auxiliar São Luís no setor de saúde pública é cada vez maior. 

A mais recente retaliação aconteceu na última segunda-feira, 16, quando a Secretaria de Saúde do Estado, comandada por Ricardo Murad, articulou para a Comissão Intergestores Bipartite (CIB) retirar de pauta inclusão no programa Crack, é possível vencer apresentado pelo município de São Luís.

A Prefeitura de São Luís já cumpriu com todos os requisitos necessários exigidos pelo Governo Federal e aguarda apenas a aprovação da CIB. Com isso, o início do programa previsto para janeiro fica inviabilizado por pura perseguição política, enquanto centenas de famílias sofrem sem poder contar com o apoio no combate ao uso da droga.

Vale destacar que a gestão da Comissão Intergestores Bipartite, CIB, fórum de negociação entre o Estado e os Municípios na implantação e operacionalização do Sistema Único de Saúde.

Pelo visto não passa de promessa a gestão compartilhada propagandeada pelo governo de Roseana Sarney, que não para de prejudicar a população ludovicense. 

No total, estão previstos para São Luís, por meio do programa, R$ 18 mil por mês, oriundos do Ministério da Saúde, para despesa com pessoal e compra de medicamentos ou equipamentos para os Centros de Atenção Psicossocial (Caps) de São Luís.

O programa Crack, é possível vencer é um programa do governo federal e pra ser desenvolvido, depende da aprovação nas três instâncias: municipal, estadual e federal.
Reações:

0 comentários :

Design de NewWpThemes