13 de mai de 2015

No encontro com o prefeito Leo Coutinho, o secretário de Saúde do Estado, Marcos Pacheco, explicou que a ordem é parceria. Em relação aos últimos acontecimentos na saúde de Caxias, em especial na Maternidade Carmosina Coutinho, ele reconheceu que a responsabilidade não foi só de Caxias, mas também de outros municípios.

O secretário Marcos Pacheco enfatizou ainda como deve ser o acompanhamento do Estado às gestantes de Caxias e região. “A intervenção nossa vai se dar dentro da maternidade, mas uma intervenção planejada, uma intervenção técnica, mas ela também tem que de alguma forma atingir os municípios do entorno. O problema da mortalidade infantil e da mortalidade materna não está relacionado apenas com o parto em si”, afirmou.

O secretário de Estado ressaltou que o foco do governo Flávio Dino é priorizar a diminuição da mortalidade infantil e materna. "Eu costumo dizer que as prioridades desse governo na área da saúde cabem na palma da mão e eu vou repetir: criança, nós temos que reduzir a mortalidade infantil no Maranhão; mulher, nós temos que reduzir a mortalidade materna no Maranhão; hipertensão e diabetes, nós temos que reduzir a taxa de internação por complicação dessas doenças; e hanseníase, pois é algo que nós temos como controlar”, disse.

O secretário Marcos Pacheco garantiu ainda uma atenção especial para Caxias, principalmente com acompanhamento técnico e, o mais importante, a liberação de recursos, através de convênio já nos próximos dias. “E esse convênio vai fazer um repasse de recursos para que Caxias possa efetivamente responder a isso. Estamos montando um grupo interinstitucional para acompanhar, monitorar e avaliar todo esse processo de intervenção técnica na maternidade”, destacou.

Para o prefeito de Caxias, o resultado da reunião foi satisfatório. Ele entendeu que era preciso o governo Flávio Dino organizar a casa depois da herança deixada por governos passados. "Desde o primeiro instante que assumiram o governo, eles se preocuparam. Pegaram um governo completamente desorganizado e tiveram que conhecer, porque a Secretaria do Estado de Saúde era uma caixa preta”, relatou Leo Coutinho.

Segundo o secretário de Saúde de Caxias, Vinícius Araújo, “essa é uma responsabilidade não só do município, e sim de toda a região. Para tanto, será programada uma ida do secretário Marcos Pacheco à Caxias para que se faça uma reunião com todos os prefeitos da região para mostrar o papel de cada um”.

Centro de Oncologia

Outro assunto discutido na reunião foi a garantia do Governo do Estado para o funcionamento, o mais rápido possível, do Centro Oncológico em Caxias. “Logo, nós estaremos ofertando o serviço de oncologia em Caxias e o paciente oncológico vai poder cuidar dessa grave doença em casa, perto de seus familiares”, garantiu o prefeito Leo Coutinho.
Reações:

0 comentários :

Design de NewWpThemes