6 de abr de 2015

Dirigentes maranhenses do DEM e do PTB iniciam a semana de olho nas articulações que visam a fusão das duas legendas. Por conta do processo de unificação das siglas, a executiva nacional do Democratas reúne nesta terça-feira (07) para discutir a proposta, mas estaria enfrentando resistência de dirigentes contrários interessados em sepultar o projeto antes que ganhe corpo.    

No Maranhão, a fusão não agrada ao deputado César Pires em função de estar em curso conversações que visam entregar o comando do novo partido que poderá surgir da fusão ao deputado federal Pedro Fernandes, atual presidente estadual do PTB. Pires já anunciou que torce pela criação do PNM (Partido Nacional Militar) para que possa mudar de legenda.

César Pires, inclusive, já comunicou ao presidente nacional do DEM, senador Agripino Maia, que somente permanecerá no partido, independente de fusão, se a direção ficar sob seu comando. Como a garantia não foi dada, Pires não estaria disposto a ficar sob o comando do suplente de senador, Clovis Fecury.

A alternativa seria entregar a César o comando da comissão provisória municipal, mas a família Fecury não estaria disposta a ceder espaço e comunicou à direção nacional que não aceita desalojar da presidência o afilhado Ricardo Guterres, um político sem qualquer expressão, mas que segue fielmente as orientações de Clovis.

Independente da fusão, o DEM deverá ficar reduzido a um deputado estadual no Maranhão, visto que o deputado Antônio Pereira não demonstra interesse em trocar de partido ou pelo nunca se manifesto neste sentido.   
Reações:

0 comentários :

Design de NewWpThemes