6 de abr de 2015

A Secretaria de Saúde do Maranhão cobra o ressarcimento de parte dos R$ 200 mil pagos pela gestão anterior, do ex-secretário Ricardo Murad, por supostas cirurgias realizadas no Hospital Macrorregional de Coroatá.

Uma auditoria feita pelos técnicos da Saúde constatou que o ex-secretário pagou pelos serviços do médico Luís Alfredo Neto no período após a sua morte.
O ex-diretor do Hospital Geral foi assassinado no dia 9 de novembro do ano passado, na porta de sua residência, vítima de um latrocínio. Na ocasião, Murad chegou a solidarizar-se com o falecimento de Luís Alfredo. Todavia, não poupou a memória do médico de sua ganância.
Na fatura apresentada pelo Instituto Natureza e Cidadania, uma das OSCIPS responsáveis pela gestão dos hospitais estaduais no governo Roseana Sarney, o nome de Luís Alfredo figura no corpo de médicos que realizou cirurgias no Hospital Macroregional de Coroatá entre 16 de novembro e 15 de dezembro de 2014.
Em fevereiro deste ano, a Secretaria Estadual de Saúde constatou a irregularidade e cobrou da ICN a devolução ao erário público dos pagamentos indevidos feitos a Luís Alfredo.
Blog Marrapá
Reações:

0 comentários :

Design de NewWpThemes